Biólogos retiram jacaré inteiro do estômago de cobra píton no Everglades

Réptil de mais de cinco metros de comprimento foi capturado e sacrificado por meio de eutanásia

0
3659
Jacaré é removido praticamente intacto do estômago da cobra (foto: Instagram)
Jacaré é removido praticamente intacto do estômago da cobra (foto: Instagram)

Cientistas do Florida Fish and Wildlife Conservation Comission (FWCC) retiraram um jacaré inteiro do estômago de uma píton de 18 pés de comprimento encontrada em um pântano no Everglades National Park, no final do mês de outubro. Ela foi sacrificada por meio de eutanásia. Um vídeo publicado no último dia 1º de novembro, no Instagram da bióloga Rosie Moore, mostra os cientistas analisando a protuberância estomacal da píton já morta, antes de abri-la. Em seguida, eles removem um jacaré adulto. A presa é retirada praticamente intacta, apenas com a camada dérmica um pouco impactada, o que revela que a digestão havia apenas começado. Moore disse que, embora tenha trabalhado com muitos répteis, é a primeira vez que se depara com uma situação como esta.

Ao jornal Newsweek, a bióloga declarou que não é comum pítons consumirem jacarés, pois, geralmente, elas perseguem criaturas de sangue quente. Originárias do continente asiático, as pítons birmaneses são consideradas invasoras na Flórida, e sua larga população está associada ao severo declínio de espécies de mamíferos menores. Todos os anos, o estado abre uma temporada de caça e premia os que capturarem a maior quantidade de serpentes. Estima-se que, desde o ano 2000, mais de 17 mil pítons birmaneses tenham sido eliminadas da área do parque.