Antonio Tozzi Esportes

Boletim da Copa | Copa do Mundo Catar 22 de futebol masculino tem pela primeira vez um trio de arbitragem feminino

Um trio de arbitragem totalmente feminino apitou pela primeira vez um jogo masculino da Copa do Mundo nesta quinta-feira (01), na partida entre Costa Rica e Alemanha.

Stephanie Frappart também foi a primeira mulher a ocupar a função de árbitro principal em uma Copa do Mundo masculina. Na semana passada, a francesa já havia conquistado a marca de primeira mulher a participar da equipe de arbitragem no jogo entre México e Polônia, do qual foi quarta árbitra.

Questionada se já recebeu comentários maldosos de jogadores, dirigentes ou torcedores por ser mulher, Frappart respondeu: “Desde que comecei, sempre fui apoiada por times, clubes e jogadores. Sempre fui bem-vinda no estádio, então me sinto como mais um árbitro dentro o campo. Sempre fui bem-vinda, então acho que serei bem-vinda como antes.”

Nesta quinta-feira (1), Stephanie Frappart terá como árbitras assistentes a mexicana Karen Diaz Medina e a brasileira Neuza Inês Back.

Catarinense, Neusa Back atua desde 2009 na série A do Campeonato Brasileiro masculino e, em 2014, tornou-se árbitra assistente da FIFA, segundo informa o site da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Ela tem também no currículo os Jogos Olímpicos do Rio de 2016 e a Copa do Mundo feminina de 2019.

Já a francesa Stephanie Frappart se tornou, em 2020, a primeira mulher a arbitrar um jogo masculino da Liga dos Campeões. A árbitra de 38 anos também foi a primeira mulher a comandar uma partida em uma importante competição masculina da UEFA (União das Associações Europeias de Futebol), quando Liverpool e Chelsea se enfrentaram na Supercopa da Europa de 2019.

Três mulheres — Frappart, a ruandesa Salima Mukansanga e a japonesa Yoshimi Yamashita — estão entre os 36 selecionados para serem árbitros principais dos jogos no Catar.

Marrocos vence e surpreende o mundo do futebol por ser campeã do Grupo F

O Marrocos venceu o Canadá e se classificou em primeiro lugar do grupo F para a fase mata-mata da Copa do Mundo do Catar. Nesta quinta-feira (1), a seleção africana venceu por 2 a 1 com gols de Ziyech e En-Nesyri e de Aguerd (contra) para os canadenses. A partida foi disputada no Estádio Al Thumama. Essa é a primeira vez que o Marrocos avança para a segunda fase desde 1986.

O Marrocos terminou a fase de grupos na primeira colocação do Grupo F. A equipe africana está invicta na competição já que empatou com a Croácia e venceu Bélgica e Canadá. Já os canadenses saem da Copa sem nenhum ponto. A seleção norte-americana perdeu todos os seus confrontos e fez apenas 2 gols na competição. O segundo colocado do grupo foi a Croácia, que eliminou a Bélgica após o empate em 0 a 0.

Bélgica lutou bastante, mas não foi suficiente

Do lado da Bélgica, só a vitória importava. Nos últimos 15 minutos, até chegou perto do gol. A Croácia, porém, depois de dominar o primeiro tempo, conseguiu segurar o empate na reta final e garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Mundo do Catar. 

Com o empate, a Croácia termina com cinco pontos, em segundo lugar no grupo F. A Bélgica, por outro lado, se despede na terceira posição, com quatro pontos. 

A desclassificação da Bélgica deve iniciar um processo de renovação da equipe, pois a equipe quase ganhou o título na Rússia, em 2018, mas se tornou envelhecida agora, e o processo de substituição dos que pararam não tem sido eficiente. E a renovação começou mais rápida do que se esperava. Após o último jogo na Copa do Mundo Catar 2022, os diretores da Federação de Futebol da Bélgica anunciaram o desligamento do técnico Roberto Martinez, espanhol que dirigiu a seleção belga na Rússia e no Catar.

Costa Rica quase surpreende Alemanha, mas nem a vitória salvou a seleção tetracampeã

No jogo que marcou história, com a arbitragem totalmente feminina em uma Copa do Mundo masculina, a Alemanha decepcionou novamente. Depois do festejado 7 a 1 em uma semifinal sobre o Brasil no Mineirão e a vitória na final sobre a Argentina, a seleção alemã somente tem decepcionado em competições oficiais. Depois ter sido eliminada na fase de grupos na Rússia, em 2018, repetiu a má performance e ficou fora das fases eliminatórias novamente.

Foram duas viradas de placar. Momentos dramáticos no Estádio Al Bayt. Por alguns minutos, duas seleções campeãs do Mundial tombariam na primeira fase da Copa. A Alemanha venceu a Costa Rica por 4 a 2, nesta quinta-feira (1), mas está eliminada na fase de grupos – pela segunda vez seguida – por conta do saldo de gols em relação à Espanha.

O Japão – algoz da Alemanha na estreia – se classificou na liderança da chave, enquanto a Espanha ficou com a segunda posição. Com os resultados, Alemanha e Costa Rica foram eliminados.

Havertz, de 23 anos, e Musiala, de apenas 19, foram os principais nomes da Alemanha no setor ofensivo. O primeiro deixou dois gols, enquanto o segundo tentou, e não conseguiu marcar, mas fez a diferença com chances criadas.

Japão vira sobre Espanha e fica em primeiro lugar no Grupo E

O Japão realmente surpreendeu no Grupo E. Depois da vitória sobre a Alemanha na estreia, contra todos os prognósticos, os nipônicos eram apontados como favoritos no duelo com a Costa Rica, que havia sido goleada pela Espanha por 7 a 0. Entretanto, apesar de ter fustigado bastante o adversário, o Japão foi derrotado por 1 a 0 e frustrou seus torcedores e muitos apostadores. 

No último jogo da fase do Grupo E, a adversária do Japão era a poderosa Espanha, em jogo marcado para o Estádio Al Khalifa, nesta quinta-feira (1). 

Novamente, o resultado foi surpreendente. O Japão derrotou a Espanha de virada. Morata abriu o placar ao 11 minutos do primeiro tempo e deu a impressão de que aplicaria outra goleada. Todavia, no segundo tempo, Doan marcou o gol de empate e fez 2 a 1 com Tanaka, em um lance polêmico no qual a bola teria saído no cruzamento para o gol da vitória japonesa.

Ironicamente durante uma parte do tempo, Espanha e Alemanha estavam sendo eliminadas, porque durante um breve período a Costa Rica ficou à frente do placar, fazendo 2 a 1 sobre a Alemanha. Porém, a seleção germânica  marcou mais três gols, mas ficou de fora por causa do saldo de gols.

Com o triunfo, o Japão termina a fase de classificação em primeiro lugar, com seis pontos, conquistados nas surpreendentes vitórias sobre Alemanha e Espanha. A Espanha encerra em segundo, com quatro pontos e saldo de seis gols, saindo do caminho do Brasil. A Alemanha, eliminada, fica em terceiro, com quatro pontos e zero de saldo. A Costa Rica termina em último, com três pontos.

O Japão enfrenta a Croácia na segunda-feira (5) às 10:00 am (horário de Miami). A Espanha encara o Marrocos na terça-feira (6), também às 10:00 am (horário de Miami). 

Baixe nosso aplicativo