Bombeira negra de Boynton Beach processa cidade após ser retratada como branca em mural

Latosha Clemons ocupa a função há 25 anos e tornou-se a primeira bombeira negra da cidade; ex-secretária de artes de Boynton Beach disse que foi “pressionada” a fazer a mudança

0
1396
Latosha Clemons de 48 anos ingressou na carreira de bombeira da cidade de Boynton Beach em 1996 (foto: Reprodução NBC6)

Latosha Clemons, de 48 anos, ingressou na carreira de bombeira da cidade de Boynton Beach, FL, há mais de 25 anos e tornou-se a primeira mulher negra a ocupar a função.

Mais tarde, ela foi nomeada subchefe da corporação e a cidade encomendou um mural destinado a homenageá-la, bem como a outros bombeiros e equipes de resgate pelos serviços prestados à comunidade. 

O mural foi finalizado em junho deste ano e removido um dia após sua inauguração à pedido da própria Clemons. Segundo ela, sua imagem foi substituída por um rosto branco e agora ela está processando a prefeitura da cidade.

“Eu estava tipo,‘ Uau, por que isso aconteceu?’”, Disse Clemons em uma entrevista coletiva. “Eu fiquei desapontada e então fiquei indignada”, acrescentou. O ex-chefe dos bombeiros de Boynton Beach, Glenn Joseph, que também é negro, foi igualmente retratado como branco. Entretanto, não há informações se ele estaria processando o município.

A ex-secretária de artes, Debby Coles-Dobay, disse aos repórteres que foi “pressionada” a fazer a mudança, mas não esclareceu por quem. 

O processo apresentado ao Florida Circuit Court in Palm Beach County afirma que a “representação da bombeira como branca distorce completamente tudo o que ela, como primeira bombeira negra da cidade, representa, além de ter causado danos emocionais e ter desrespeitado a grande população negra de Boynton”.

A prefeita Lori LaVerriere marcou uma sessão extraordinária com alguns secretários municipais para discutir o processo nesta quinta-feira (14).  Os advogados de Latosha Clemons pediram uma indenização de $100,000 para sua cliente.