Brasil fica em último lugar em ranking de crescimento do PIB com 39 países

Apesar do crescimento de 1%, PIB ainda está muito atrás de outros países

0
1144
Tecnicamente, o resultado tira o Brasil da recessão após dois anos
Tecnicamente, o resultado tira o Brasil da recessão após dois anos

DA REDAÇÃO – Em uma lista com 39 países, o Brasil foi o que apresentou o pior resultado de variação do Produto Interno Bruto (PIB) no primeiro trimestre, segundo levantamento divulgado na quinta-feira (1) pela consultoria Austing Ratings baseado na variação frente ao mesmo período de 2016.

A economia do Brasil cresceu 1% nos primeiros três meses de 2017 em relação ao trimestre imediatamente anterior, após oito quedas seguidas, puxado pelo bom desempenho do agronegócio. Mas, na comparação com o mesmo período de 2016, houve queda de 0,4%, no 12º resultado negativo seguido, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE).

A lista inclui países que representam 83% do PIB mundial e que já divulgaram seus resultados trimestrais do PIB.

A Austing Rating destacou em relatório que, mais uma vez, o Brasil foi superado pelas economias da Grécia, Ucrânia e Rússia, que nas edições anteriores estavam com desempenhos piores. Outras economias que apresentaram resultados muito ruins nas edições anteriores, como a Venezuela, até o momento não divulgaram seus resultados.

Nos três primeiros meses de 2017, o PIB do Brasil avançou 1,0% em relação ao 4º trimestre do ano passado, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em valores correntes, a economia do país produziu R$ 1,595 trilhão.

O PIB é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país e serve para medir a evolução da economia. Em 2015 e 2016, a atividade econômica havia encolhido 3,8% e 3,6%, confirmando a pior recessão da história do país.

Tecnicamente, o resultado tira o Brasil da recessão após dois anos. Mas para boa parte dos economistas, ainda é cedo para decretar que a crise acabou, pois não há sinais claros de recuperação em todos os setores e permanecem dúvidas sobre os próximos meses.

Segundo a coordenadora de Contas Nacionais do IBGE, Rebeca de La Rocque Pali, o avanço do PIB ocorreu sobre uma base bastante deprimida. “A gente está no mesmo patamar do final de 2010”, destacou.

Posição

País

Crescimento

1

China

6,9%

2

Filipinas

6,4%

3

Índia

6,1%

4

Malásia

5,6%

5

Indonésia

5%

6

Estônia

4,4%

7

Hong Kong

4,3%

8

Hungria

4,1%

9

Israel

4%

10

Polônia

4%

30

Estados Unidos

1,9%

39

Brasil

-0,4%

Fonte: Austing Rating