Brasil pode ter carne barrada no exterior

Operação da Polícia Federal descobriu que os frigoríficos envolvidos no esquema criminoso "maquiavam" carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam

0
5769
Operação Carne Fraca foi deflagrada nesta sexta-feira
Operação Carne Fraca foi deflagrada nesta sexta-feira

Uma operação deflagrada pela Polícia Federal do Brasil nesta sexta-feira (17) descobriu que frigoríficos envolvidos em esquema criminoso “maquiavam” carnes vencidas com ácido ascórbico e as reembalavam para conseguir vendê-las. As empresas, então, subornavam fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento  para que autorizassem a comercialização do produto sem a devida fiscalização. A carne imprópria para consumo era destinada tanto ao mercado interno quanto para exportação.

De acordo com o jornal O Globo, essas irregularidades, segundo especialistas, podem afetar a imagem do Brasil como exportador de carne. O país é o maior exportador de carne bovina e de frango, além de ocupar o quarto lugar nos embarques de suínos. Juntos, os três segmentos responderam por 6,9% das exportações em 2016 ou R$ 11,6 bilhões.

A operação da PF está majoritariamente focada em carne bovina, mas especialistas acreditam que a repercussão negativa se dará nos demais segmentos. Eles avaliam que as irregularidades são pontuais, mas o dano à imagem do país já foi feito, o que pode levar tanto ao endurecimento das exigências para a importação de carne como suspensão temporária da compra do produto brasileiro.

“É uma situação muito preocupante. Pessoalmente, acredito que as irregularidades sejam pontuais e devem ser investigadas. Mas é muito ruim para nossa imagem, para nossa reputação. Muitos países podem rever as exigências (fitossanitárias) e pedir para enviar equipes próprias para fiscalização — afirma Welber Barral, ex-secretário de Comércio Exterior e sócio da Barral M. Jorge.

A operação da PF ocorre num momento em que o Brasil vinha abrindo mercado para a carne nacional. Em julho do ano passado, o país acertou com os Estados Unidos acordo para liberação de carne bovina “in natura” para os americanos, pondo fim a uma negociação que se arrastava desde 1999. Os dois países lideram a exportação de carne bovina, seguidos da Austrália. Os principais mercados consumidores de carne in natura são Hong Kong, China, Egito, Rússia e Irã. Considerando carne industrializada, Estados Unidos e Reino Unido são os principais importadores.

Operação Carne Fraca

Algumas das maiores empresas do ramo alimentício do país estão na mira da operação, entre as quais a JBS, dona de marcas como Big Frango e Seara, e a BRF, detentora das marcas Sadia e Perdigão. A Justiça Federal no Paraná (JFPR) determinou o bloqueio de R$ 1 bilhão das empresas investigadas, que também são alvo de parte dos mandados de prisão preventiva, condução coercitiva e busca e apreensão expedidos pela 14ª Vara Federal de Curitiba.

Moscardi disse, ainda, que parte do dinheiro pago aos agentes públicos abastecia o PMDB e o PP. A Polícia Federal disse que não identificou, no entanto, quais políticos foram beneficiados pelo esquema nem a ligação entre os funcionários do Ministério da Agricultura e esses partidos. “Não foi aprofundado porque o nosso foco era a saúde pública, a corrupção e a lavagem de dinheiro”, explicou o delegado.