Brasil tem protestos contra o governo após atingir marca de 500 mil mortes por covid

Milhares de pessoas protestaram contra o presidente Jair Bolsonaro no dia em que o País atingiu a triste marca; imprensa internacional repercutiu a notícia

0
729
Uma pessoa segura uma uma cruz com a frase
Uma pessoa segura uma uma cruz com a frase "500.000 mortes" enquanto as pessoas participam de um protesto contra o presidente Jair Bolsonaro e seu tratamento da pandemia (COVID-19) em Cuiabá, Brasil (Foto: REUTERS/Mariana Greif)

Milhares de brasileiros foram às ruas em todo o País no sábado (19) protestar contra o governo do presidente Jair Bolsonaro, no dia em que o País registrou meio milhão de mortes pela covid-19. Com faixas, cartazes e usando máscaras, os manifestantes registraram a sua indignação em todos os estados brasileiros contra a forma com que o presidente Jair Bolsonaro tem lidado com as políticas contra a pandemia desde o início. 

Veículos de imprensa de todo o mundo repercutiram o número e as manifestações pelos estados brasileiros. A CNN destacou a notícia e ressaltou que é “quase impossível encontrar no Brasil alguém que não tenha perdido uma pessoa para a covid-19”. 

“Brasil ultrapassa marco sombrio de 500 mil mortes por covid-19 em meio a protestos contra a resposta de Bolsonaro”, diz o título de reportagem do jornal britânico The Independent.

O jornal britânico The Guardian registrou em reportagem que os protestos contra Bolsonaro têm ganhado “impulso” em meio a uma curva ascendente de casos de covid-19 no país.

“O presidente brasileiro, que subestimou a pandemia e resistiu às medidas de contenção, está sendo investigado no Congresso porque seu governo ficou para trás na aquisição de vacinas, mas incentivou o uso de drogas ineficazes como a cloroquina”, registrou o jornal.

No Brasil, a média geral é de mais de 1 mil mortos por dia. No pior momento da pandemia, em abril, foram registradas 3 mil mortes diárias pela doença. Nos últimos dias, o País voltou a bater a marca de 2 mil vidas perdidas por dia.

No início da tarde deste sábado (19), o total de mortos chegou a 500.022, e o de casos confirmados, a 17.822.659, segundo dados levantados pelo consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia no Brasil. O balanço é feito a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde. (Com informações do G1 e agências)