Brasileira abre a porta para o ICE e é presa em Deerfield Beach

Agentes bateram na porta da brasileira em busca de um ex-morador e ela quem acabou presa

0
16277
Maria Fernanda foi detida pelo ICE Foto GoFundME
Maria Fernanda foi detida pelo ICE Foto GoFundME

Na manhã de domingo (8), agentes do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) bateram à porta da brasileira Maria Fernanda Leitão dos Santos, em Deerfield Beach (FL), em busca de outro imigrante que havia morado no apartamento antes dela. Os agentes chegaram à casa de Fernanda às 6 da manhã e ela abriu a porta sem ver quem era, e acabou sendo levada para a prisão. As informações são do Brazilian Voice.

Comovidos com a situação de Maria Fernanda, amigos lançaram no website GoFundMe.com uma campanha beneficente cujo objetivo é angariar $12 mil para arcar com as despesas de fiança e advogado.

“Maria Fernanda, conhecida na comunidade por sua alegria e por seu amor ao futebol. Estava em sua casa às 6:00 am de domingo (8) e foi levada pelo ICE, que procurava pelo antigo morador do apartamento que ela alugava. Infelizmente, eles a levaram alegando esclarecimentos e ela foi presa por estar fora de status. Colaborem, o dinheiro será para ajudar nos custos. Qualquer valor será bem-vindo. Que Deus os abençoe”, postou Nasra Ali, de Deerfield Beach (FL), no GoFundMe.com.

Outro brasileiro detido

Maria Fernanda foi a segunda brasileira ser presa por agentes do ICE no domingo (8). O radialista Frilei Brás, locutor da Rádio 650 AM, foi preso por agentes do ICE em Massachusetts. Ele foi parado por policiais em Stoughton (MA) e posteriormente encaminhado à Penitenciária de Burlington (MA). Ele é casado, tem dois filhos, uma enteada e a esposa está grávida. O radialista vive nos Estados Unidos desde 2005 e é bastante atuante na comunidade católica na cidade de Stoughton.

O que fazer se o ICE bater na sua porta?

O caso de Fernanda ilustra bem uma situação que é muito temida por quem vive sem documentos nos Estados Unidos: a batida do ICE. De acordo com o advogado Ludo Gardini, o melhor a fazer é não abrir a porta e solicitar que o agente passe o documento por debaixo da porta. “Se ele tiver um mandado de prisão ou busca e apreensão a situação é mais complicada. Mesmo assim, a pessoa deve ler primeiro o documento e já acionar um advogado antes de abrir”, recomenda.

Gardini afirma que é muito importante que o imigrante indocumentado tenha uma pastinha com um dinheiro separado para o advogado, cópia do passaporte de documentos importantes para situações de emergência.