Brasileira que tirou o boné de eleitor de Trump em Massachusetts é liberada pelo ICE

De acordo com a advogada da brasileira, ela é casada com cidadão americano e está em processo para aquisição do green card; Rosiane Santos foi detida ao tirar da cabeça de um americano o boné com slogan ‘Make America Great Again’

0
4668
Rosiane-Santos foi liberada pelo ICE FOTO Reprodução Brazilian Times
Rosiane-Santos foi liberada pelo ICE FOTO Reprodução Brazilian Times

A brasileira Rosiane Santos, de 41 anos, foi liberada da custódia do U.S. Immigration and Customs Enforcement (ICE) após se comprometer a comparecer ao tribunal imigratório em data a ser marcada. De acordo com a advogada da brasileira, Katarina Kozakova, ela é casada com cidadão americano e tem um processo pendente para o green card. Ela agora terá que apresentar o seu processo a um juiz de imigração. As informações são do Boston.com.

A confusão envolvendo Rosiane começou quando Bryton Turner, de 23 anos, chegou a um bar mexicano com dois amigos usando um boné vermelho com a inscrição “Make America Great Again”, slogan da campanha presidencial do republicano em 2016.

A brasileira, que afirmou à polícia que havia tomado “três mojitos”, se irritou por achar que o gesto era uma provocação, já que Trump costuma insultar mexicanos e imigrantes latinos, e reclamou com Turner. Ela acabou sendo detida e indiciada por agressão e desordem.

Segundo o jovem, ela começou a pedir ao garçom, em voz alta, para “envenenar” a bebida dele, e a xingá-lo, e por isso ele acionou a câmera de seu telefone e filmou quando ela se aproximou de sua mesa e empurrou seu boné, cobrindo seu rosto.

Turner disse ao jornal “Boston Globe” que estava apenas tentando jantar com os amigos e que não queria responder às provocações, mas que quando ela empurrou seu boné na frente de quatro policiais que estavam no restaurante, decidiu denunciá-la.

Já o advogado da brasileira, J. Drew Segadelli, diz que o americano contou apenas parte da história. Ele admite que sua cliente havia bebido e passou do limite ao tocar o rapaz, mas diz que ela reagiu porque, antes de começar a filmar, ele teria feito piadas com imigrantes e provocado.

“Ela foi provocada por esse jovem, mas ele achou que estava sendo cômico. E ele estava incitando uma pessoa (com apelidos), e obteve a resposta que estava procurando”, disse o advogado.

Rosiane Santos foi detida por agressão e outras ofensas e foi então que agentes do ICE descobriram que ela está ilegalmente no país, depois de entrar com um visto de turista em 1994. Uma audiência sobre o ‘caso do boné’ está marcada para o dia 20 de março.