Brasileirão: O campeonato que ninguém quer vencer!

0
670
O goleiro Cleiton foi a grande figura do Red Bull Bragantino no empate com o Flamengo (Foto: superesportes.com.br)
O goleiro Cleiton foi a grande figura do Red Bull Bragantino no empate com o Flamengo (Foto: superesportes.com.br)

A 35ª rodada da Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol foi picotada com jogos em vários dias da semana, iniciando-se no sábado, dia 6 de fevereiro, com duas partidas, e finalizando na quarta-feira, 10 de fevereiro, com cinco jogos, além de uma partida adiada: Coritiba x Palmeiras será disputada no dia 17 de fevereiro, quando o Palmeiras já terá retornado do Catar, onde disputou o Mundial Interclubes.

Comentaremos aqui como foi cada uma das partidas e as probabilidades das equipes em relação aos seus respectivos objetivos.

Empate de Bahia e Goiás não resolve para nenhum dos dois

Para um time que busca fugir do Z-4, um empate, algumas vezes, é avaliado como positivo. Porém, o 3 a 3 entre Bahia e Goiás, na noite de sábado (6), na Arena Fonte Nova, foi amargo para as duas equipes, que seguem em situação muito delicada na parte de baixo da tabela de classificação. A partida foi movimentada, apesar do futebol pouco vistoso. Gilberto, Gabriel Novaes e Alesson marcaram para o Tricolor, enquanto Fernandão, duas vezes, e Vinícius fizeram os gols do Esmeraldino.

O Bahia chega a 37 pontos e fica na bica do Z-4. O Goiás tem 33 pontos e seguirá com a necessidade de ter um aproveitamento quase perfeito nos próximos jogos para deixar a zona de degola.

Compromissos de Bahia e Goiás na 36ª rodada da Série A neste sábado (13): o Esmeraldino recebe o já rebaixado Botafogo no estádio da Serrinha e o Tricolor visita o Atlético-MG no Independência.

Outro empate decepcionante

Se faltaram boas chances de gols, sobraram polêmicas no empate por 1 a 1 entre Atlético-GO e Santos, no sábado (6), em Goiânia, pelo Brasileirão. Os dois gols saíram em cobranças de pênaltis – goleiro Jean para o Dragão e Marcos Leonardo para o Peixe. O resultado é ruim para os dois. O time goiano, é verdade, soma um ponto com um jogador a menos em campo (Matheus Vargas foi expulso), mas tropeça em casa e não consegue colar no bloco de cima da classificação. O Alvinegro praiano continua fora do grupo que vai à Libertadores em 2021.

O Santos corre para ficar com uma vaga na Libertadores de 2021 após o vice-campeonato do torneio. Mas o momento não é dos melhores. São cinco partidas sem vencer na competição (três derrotas e dois empates). O Peixe aparece na décima primeira posição, com 47 pontos. No sábado, dia 13, pega o Coritiba, na Vila Belmiro, enquanto o Atlético-GO, com um ponto a menos, enfrenta o Athletico-PR, no domingo, 14 de fevereiro.

Empate frustrante para o Flamengo

O Flamengo perdeu a oportunidader de assumir a liderança do Brasileirão no domingo (7) ao empatar em 1 a 1 com o Red Bul Bragantino, gols de Ytalo para o time do interior paulista e de Gabriel para o Rubro-Negro carioca. O gol de pênalti do artilheiro flamenguista foi a única vez que o ataque do Mais Querido conseguiu vencer o goleiro Cleiton, responsável por grandes defesas e evitando a derrota do Red Bull Bragantino.

A equipe carioca, vice-líder do campeonato, foi favorecida com a derrota do líder e depende apenas dela para conquistar seu oitavo título do Brasileirão – e o segundo consecutivo, pois é o atual campeão brasileiro.

No domingo (14), o Flamengo faz o clássico do povão no Maracanã ao receber o Corinthians que briga por uma das vagas da Copa Libertadores da América, enquanto o Red Bull Bragantino, apenas um ponto atrás do Timão, fecha a 36ª rodada contra o Sport no Recife na segunda-feira (15).

Goleada do Grêmio rebaixa Botafogo

Após sete jogos sem vitórias, o Grêmio conseguiu dar fim ao jejum na noite de segunda-feira (8), em partida válida pela 35ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com gols de Alisson, Jean Pyerre, Churín, de pênalti, e Matheus Henrique, duas vezes, o Tricolor Gaúcho goleou o já rebaixado Botafogo por 5 a 2 e segue vivo na briga por uma vaga na Libertadores via Brasileirão – a equipe também pode conseguir uma vaga se conquistar a Copa do Brasil. O Alvinegro, por outro lado, que marcou com Rafael Navarro e Matheus Babi, agora soma nove jogos sem ganhar e segue seu calvário rumo à Série B.

Os dois times voltam a campo no final de semana pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. No sábado (13), o Botafogo enfrenta o Goiás na Serrinha. No domingo (14), o Grêmio recebe o São Paulo na Arena do Grêmio, a fim de garantir sua vaga direta na Copa Libertadores da América.

Vacilo do líder esquenta campeonato

Com objetivos distintos nesta reta final do Brasileirão, Internacional e Sport se enfrentaram na quarta-feira (10), no Beira-Rio, pela 35ª rodada da competição. Enquanto o Colorado buscava a vitória para seguir firme na briga pelo título, o Leão queria os três pontos para se distanciar cada vez mais da zona de rebaixamento. E quem levou a melhor foi a equipe visitante, que venceu por 2 a 1, com gols de Marcão e Dalberto – Patrick marcou para o time gaúcho.

Ainda na liderança, o Inter tem 66 pontos e desperdiçou a chance de aumentar a vantagem para o segundo colocado, Flamengo, que tem 65. O Sport, com a vitória, chegou a 41 e ocupa o 14º lugar – o primeiro time dentro do Z-4 soma 37.

O Colorado viaja ao Rio de Janeiro para enfrentar o desesperado Vasco no domingo (14), enquanto o Sport recebe o Red Bull Bragantino no Recife na segunda-feira (15). 

Galo também vacila na rodada

Nada de gols no Maracanã. Pela 35ª rodada do Brasileirão, Fluminense e Atlético-MG ficaram no 0 a 0, na noite de quarta-feira (10). O resultado mantém o Tricolor na quinta posição, agora com 57 pontos somados. O Galo, por sua vez, tem 61, ocupa a terceira colocação, e perdeu uma ótima oportunidade de colar nos líderes. 

Na próxima rodada, o Atlético-MG recebe o periclitante Bahia em Belo Horizonte no sábado (13), enquanto o Fluminense vai a Fortaleza enfrentar o perigoso Ceará na segunda-feira (15).

Empate em jogo emocionante em São Paulo

Pela 35ª rodada do Brasileirão, o equilíbrio marcou o confronto entre Corinthians e Athletico Paranaense na noite de quarta-feira (10). Na Neo Química Arena, o jogo foi movimentado, com as duas equipes buscando o gol a todo instante, e o resultado foi um empate em 3 a 3 – gols de Gil e dois de Gustavo Moquito para o Timão e de Abner, Fernando Canesin e Vitinho para o Furacão.

Com o resultado, o Alvinegro paulista chegou a 49 pontos e ocupa o oitavo lugar na tabela da Série A. O Rubro-Negro paranaense, com 47, aparece na décima posição. O Corinthians tem compromisso difícil no domingo (14) diante do Flamengo no Maracanã e o Athletico-PR recebe o Atlético-GO no mesmo dia na Arena da Baixada.

Emoção no final do jogo

No Morumbi, com dois gols nos minutos finais da partida, São Paulo e Ceará ficaram no 1 a 1, na noite de quarta-feira (10), pela 35ª rodada do Brasileirão, com gols de Leo Chú para o Vozão, após falha bisonha de Tiago Volpi, e de Luciano para o Tricolor paulista. O resultado mantém a equipe paulista na quarta posição, com 59 pontos, ainda com chances de ser campeão, e o Alvinegro cearense com 46 pontos, aparece no 12º lugar e ainda briga por vaga na Libertadores.

O São Paulo joga no domingo (14) com o Grêmio em Porto Alegre no choque dos tricolores, com ambos precisando da vitória. Já o Ceará recebe o Fluminense na segunda-feira (15).

Vasco da Gama é goleado e acende sinal de alerta

Em confronto direto contra o rebaixamento, o Fortaleza levou a melhor diante do Vasco na noite de quarta-feira (10), na Arena Castelão. Pela 35ª rodada do Brasileirão, o Leão do Pici derrotou o time carioca por 3 a 0 (gols de Igor Torres, David e Romarinho) e chegou a 41 pontos na tabela de classificação, ocupando o 15º lugar. O Cruzmaltino, com 37, está no Z-4 e aparece na 17ª posição.

O Tricolor cearense viaja a São Paulo no domingo (14) para enfrentar o Palmeiras, que fez má campanha no Mundial de Clubes, enquanto o Vasco da Gama precisa vencer o líder Internacional para tentar fugir da Zona de Rebaixamento à Série B, onde esteve por três vezes.

Possibilidades das equipes no Brasileirão

O ex-goleiro Rogério Ceni pode conquistar seu primeiro Campeonato Brasileiro como treinado à frente do Flamengo (Foto: torcidaflamengo.com.br)
O ex-goleiro Rogério Ceni pode conquistar seu primeiro Campeonato Brasileiro como treinado à frente do Flamengo (Foto: torcidaflamengo.com.br)

Embora matematicamente Atlético-MG e São Paulo ainda tenham chance de conquistar o título, a realidade demonstra que o campeão brasileiro deverá ser Internacional – que não vence esta competição desde 1979 – ou Flamengo – atual campeão brasileiro.

Aqui estão os percentuais calculados pelos matemáticos em relação às probabilidades das equipes de acordo com seus objetivos:

Chances de título

  • Internacional: 54%
  • Flamengo: 40%
  • Atlético-MG: 4%
  • São Paulo: 2%

Risco de rebaixamento

  • Botafogo: 100%
  • Coritiba: 99%
  • Goiás: 93%
  • Vasco: 50%
  • Bahia: 53%
  • Fortaleza: 4%
  • Sport: 1%

Vaga no G-4

  • Internacional: 99%
  • Flamengo: 99%
  • Atlético-MG: 93%
  • São Paulo: 73%
  • Fluminense: 26%
  • Palmeiras (já garantido na Libertadores 2021): 10%
  • Grêmio: 6%

Decepção do Palmeiras no Mundial de Clubes

O Palmeiras fracassou em sua missão de conquistar o Mundial Interclubes em Doha no Catar. Todos apontavam o Bayern de Munique como o favorito, mas os torcedores esperavam uma partida memorável na qual o favorito pudesse ser surpreendido. Infelizmente, para os palmeirenses, nada disto aconteceu e o Alviverde paulistano retornou ao Brasil com recordes negativos: foi o primeiro campeão sul-americano a ficar em quarto lugar com este formato e o único a não marcar pelo menos um gol no torneio. 

É bem verdade que sofreu apenas um gol de pênalti na partida contra o Tigres do México, mas deveria ter derrotado o Al Ahly do Egito, campeão africano. Após um empate em 0 a 0, a decisão foi para a série de penalidades máximas e o resultado foi decepcionante. Os egípcios venceram a série por 3 a 2, com os palmeirenses desperdiçando três pênaltis, com Rony, Luiz Adriano e Felipe Melo. Apenas Gustavo Scarpa e Gustavo Gómez converteram sua cobranças. 

Claro que o desempenho foi frustrante, mas o momento agora é o de retornar ao Brasileirão, jogar os cinco compromissos restantes e se preparar para a disputa da Copa do Brasil com o Grêmio nos dias 28 de fevereiro e 6 de março. Se conquistar este título, vai faturar mais R$ 50  milhões. O único consolo do palmeirense é que – apesar da gozação dos rivais – voltou do Catar com mais R$ 10 milhões em premiação para os cofres palestrinos. Já aos rivais somente restou o consolo de gritar “sem mundial”…

E o favorito venceu. O poderoso Bayern de Munique sagrou-se campeão mundial interclubes após bater O Tigres do México, com um gol do lateral francês Pavard. Antes de chegar à final, derrotou o Al Ahly do Egito por 2 a 0 na semifinal, com dois gols de Lewandovski – eleito o melhor jogador do mundo nesta temporada. Embora sem muito brilho, o campeão europeu fez o suficiente para levar mais uma taça para sua galeira de troféus. E o tal Gignac vai ter de gritar “Vai Bayer Leverkusen”! Porque depois de ter mencionado o nome do Corinthians não conseguiu marcar nenhum gol…

Show de Tom e Rob no Super Bowl

Rob e Tom: a dupla dinâmica da NFL fatura mais um título de Super Bowl, desta vez em casa com o Tampa Bay Buccaneers (Foto: cbssports.com)
Rob e Tom: a dupla dinâmica da NFL fatura mais um título de Super Bowl, desta vez em casa com o Tampa Bay Buccaneers (Foto: cbssports.com)

A parceria Tom Brady/Rob Gronkowski escreveu mais um capítulo em sua história de muito sucesso na noite de domingo (7), ao conduzir o Tampa Bay Buccaneers ao título do Super Bowl LV sobre o Kansas City Chiefs por 31 a 9, em Tampa, na Flórida. Com direito a quebra de recorde de outras lendas das NFL: Joe Montana e Jerry Rice.

Tom Brady inscreveu seu nome entre as lendas do NFL, como sendo o melhor quarterback de todos os tempos. Tanto que subverteu uma máxima do esporte profissional. “Os jogadores passam e as instituições ficam”. O ditado fomentado pela competitiva era profissional dos esportes não se aplica a Tom Brady. Nenhuma franquia na história da NFL tem mais títulos de Super Bowl do que o quarterback de 43 anos de idade. O camisa 12 dos Bucs se sagrou heptacampeão ao liderar o Tampa Bay Buccaneers à vitória na grande final da temporada 2020-21 contra o Kansas City Chiefs e mostrou porque é tão reverenciado pelos admiradores deste esporte. Os dirigentes do Miami Dolphins devem contratá-lo para a próxima temporada, uma vez que ele, Gisele Bundchen e família escolheram Miami para morar. Vamos torcer…