Brasileiro acusado de matar parentes na Espanha participa de reconstituição do crime

François Gouveia é acusado de matar os tios e os dois filhos pequenos do casal em Pioz

0
1391
Casal e filhos foi encontrado morto na Espanha em setembro
Casal e filhos foi encontrado morto na Espanha em setembro

DA REDAÇÃO (com G1) – O brasileiro suspeito do brutal assassinato de quatro parentes na Espanha participou naquarta-feira (26), em Pioz, da reconstituição do crime, segundo a imprensa espanhola.

De acordo com o jornal “ABC”, François Patrick Nogueira Gouveia permaneceu no interior do chalé durante uma hora. O periódico destacou que moradores da vila se aglomeraram na entrada da casa e gritaram assassino e outros insultos para Gouveia.

Em depoimento à polícia espanhola, o brasileiro disse que não se lembrava como matou os dois filhos de seus tios, Marcos Campos e Janaína Santos Américo, segundo o comandante Juan Jesús Reina, da Guarda Civil.

“Não lembra, diz não se lembrar em nenhum momento, como cometeu o assassinato das crianças”, afirmou Reina, acrescentando que Patrick prefere não mostrar a monstruosidade que foi capaz de protagonizar naquela noite no chalé de Pioz.

François Patrick Nogueira Gouveia, que se entregou às autoridades espanholas na semana passada, foi acusado na sexta-feira (21) pelos homicídios dos dois adultos e das duas crianças de um e quatro anos, após confessar “parcialmente” a autoria dos crimes.

O comandante Reina também disse que Patrick afirmou que agiu guiado por uma “vontade incontrolável de assassinar”. Segundo Reina, Patrick também contou que comprou sacos de lixo, fita isolante e um canivete. Ainda alegou não estar louco, mas reconheceu que tinha uma vontade incontrolável de matar e não pôde evitar.

Patrick é acusado de esquartejar em agosto seu tio, sua tia e matar os dois filhos pequenos do casal. Os quatro corpos foram encontrados em 18 de setembro em um chalé de Pioz, 60 km de Madri, depois que um vizinho alertou para o mau cheiro que emanava do local.

Aparentemente, ele sentia animosidade em relação ao tio, a quem chegou a insultar diante de outras pessoas, de acordo com os investigadores.

Os restos mortais estavam em sacos plásticos, e os dois adultos tinham sido esquartejados. François Patrick devia voltar ao Brasil em 16 de novembro, mas, no dia seguinte da descoberta, trocou a passagem rapidamente, retornando ao país em 20 de setembro.

No entanto o jovem viajou na última quarta-feira para a Espanha para se entregar voluntariamente, depois que a Guarda Civil espanhola informou ter “provas inquestionáveis” de seu envolvimento no crime.