Brasileiro descobre débito de quase $50 bi em sua conta bancária nos EUA

Uma mulher da Flórida também tentou sacar $20 dólares, no mesmo dia e na mesma instituição financeira, e descobriu que tinha um saldo positivo de $1 bilhão na conta; dinheiro que não estava ali antes

0
3404
Situação foi resolvida dois dias depois (foto: Reprodução)
Situação foi resolvida dois dias depois (foto: Reprodução)

Débora Maia

O brasileiro Fernando Ribeiro, morador de Atlanta, na Geórgia, levou um susto na última sexta-feira (18) ao checar o saldo da sua conta poupança e se deparar com um débito de $49,999,991,999.97; quase $50 bilhões.

O extrato emitido pelo banco Chase através de um aplicativo mostrava também um depósito on hold, aguardando para ser creditado, no valor de $50 bilhões. 

“Eu fiquei assustado quando vi minha conta negativa nesse valor”, disse Ribeiro ao AcheiUSA.

Ele contou que entrou em contato com o banco imediatamente para resolver o problema. “Passamos duas horas falando com o gerente ao telefone e eles apenas disseram que era um erro do sistema e que iriam resolver, sem dar mais explicações”, falou.

Cliente da instituição financeira há mais de 20 anos, o brasileiro relatou que sua maior preocupação foi o fato de ele ter um saldo positivo na poupança que tinha ficado comprometido.

A situação foi normalizada dois dias depois, no domingo (20).  A reportagem do AcheiUSA entrou em contato com o Chase, mas até o fechamento desta matéria não houve retorno aos pedidos de esclarecimentos. 

 Outro caso na Flórida

Na mesma sexta-feira (19), Julia Yonkowski, moradora da Flórida, tentou sacar $20 dólares, no mesmo banco,  e descobriu que tinha $1 bilhão na conta- dinheiro que não estava ali antes.

Yonkowski contou ao canal WFLA, que soube da quantia quando recebeu uma mensagem do caixa eletrônico que teria que pagar uma taxa extra caso quisesse retirar os $20 da conta.

Ela estranhou a cobrança e verificou seu extrato, pensando estar com saldo negativo.

Segundo a mulher, em nenhum momento ela pensou em prosseguir como saque ou retirar o valor creditado equivocadamente.

“Eu li histórias sobre pessoas que pegaram o dinheiro e então eles tiveram que reembolsar, e eu não faria isso de qualquer maneira porque não é meu dinheiro”, disse ela.

Sem receber detalhes do banco sobre o ocorrido, ela falou que a questão foi resolvida nesta segunda-feira (20).