Brasileiro é acusado de matar a esposa na noite de Natal na Califórnia

Mulher de 35 anos, também brasileira, era executiva da Apple e foi morta a facadas

0
10738
Brasileira foi brutalmente assassinada a facadas
Brasileira foi brutalmente assassinada a facadas

O brasileiro Marco Lobato Arrais, de 38 anos, está preso sob acusação de esfaquear e matar a esposa Juliana Sewruk Trizi Arrais, de 35 anos, na noite de Natal em San José, na Califórnia. A vítima, que era executiva da Apple, foi levada para o hospital, mas não resistiu aos ferimentos. O acusado quem ligou para o 911 e disse que havia esfaqueado a esposa.

O suspeito está detido sem direito à fiança na Penitenciária Principal do Condado de Santa Clara, publicou o jornal Mercury News. Os policiais encontraram Juliana no interior de um conjunto de casas duplex na North 10th Street, na véspera de Natal. A vítima apresentava pelo menos um ferimento feito com objeto cortante. As autoridades não detalharam os motivos do crime, mas o consideram violência doméstica.

O marido tem histórico de violência doméstica e alega que tem esquizofrenia. Em fevereiro de 2016, ele foi preso no início do ano passado por forçar sua esposa a fazer sexo, de acordo com boletim de ocorrência. Ele estava quase na etapa final de um programa de tratamento de 16 semanas determinado pela Corte quando a esposa morreu. Em fevereiro, Marco teria exigido sexo oral da esposa e, quando ela recusou, ele a imobilizou fisicamente, conforme o BO. Juliana trancou-se no banheiro, mas ele forçou a porta, relatam documentos. Os brasileiros estavam casados há cinco anos.

Marco assumiu a culpa com relação às acusações de aprisionamento e vandalismo. Juliana estaria determinada a incentivar o esposo a fazer o tratamento. “Ela não queria que o suspeito fosse preso. Ela queria que ele recebesse ajuda psiquiátrica”, escreveram as autoridades no relatório.

Juliana, segundo seus perfis no Facebook e LinkedIn, conquistou o MBA na Kellogg School of Management na Northwestern University em Evanston, Illinois. Anteriormente, ela trabalhou em investimentos bancários e entrou para a Apple em 2012, onde foi promovida a analista financeira sênior para o mercado de varejo. Posteriormente, ela atuou como gerente no mercado financeiro de varejo e gerente financeira de operações nas lojas, em maio de 2016. Juliana graduou-se em Administração de Empresas na Universidade de São Paulo (USP). Ela falava português, inglês e espanhol. Em sua página no Facebook, foram postadas várias fotografias dela e seu cão de estimação. (Com Brazilian Voice).