Brasileiro é especialista em técnica de micropigmentação capilar

Hugo Santos atende em Boca Raton a casos de calvície e também para camuflagem estética

0
953

*Informe Publicitário

Problemas de calvície e de imperfeições na pele são tratados por técnicas não invasivas e relativamente novas que têm melhorado a autoestima de muita gente. E uma das maiores autoridades em micropigmentação capilar e camuflagem estética aqui no sul da Flórida é um brasileiro. Hugo Santos, formado pelo instituto mais conceituado dos Estados Unidos neste tipo de procedimento, tem conquistado uma clientela interessada em disfarçar e esconder falhas de cabelo e no corpo, como estrias, cicatrizes, manchas e até olheiras.

Hugo é goiano e passou boa parte da vida em Santa Catarina, até se mudar com a família para os Estados Unidos, há seis anos. A primeira parada foi em Boston, onde conheceu, como cliente, a técnica na qual, hoje, é um especialista. Isso mesmo: incomodado com a perda de cabelo, o brasileiro encontrou na micropigmentação a alternativa perfeita para o seu problema. Até que resolveu, então, procurar a Scalp Micro USA em New York, não mais como consumidor, mas alguém interessado em seguir carreira no ramo. Atualmente ele atende num salão em Boca Raton.

Mas o que são micropigmentação capilar e camuflagem estética? No primeiro caso, Hugo explica que, apesar de recente (surgiu há cerca de 10 anos), trata-se de uma técnica já consolidada no mundo, mas que agora foi alavancada pela multiplicação dos casos de sucesso. A micropigmentação é um tratamento não cirúrgico em que o profissional usa um aparelho chamado dermógrafo para implantar um pigmento específico no couro cabeludo, não definitivo.

“Não é uma tatuagem, como muita gente pensa. Apenas simula o folículo de cabelo em uma camada mais superficial, deixando um aspecto semelhante ao corte máquina zero”, explicou Hugo. Ele lembra que a micropigmentação capilar é quase indolor e indicada para vários graus de calvície, tanto para homens quanto para mulheres. O tratamento tem durabilidade de três a cinco anos e pode custar entre US$ 1.500 a US$ 3.000.

Já a camuflagem estética é usada como uma maquiagem para disfarçar as imperfeições do corpo. A técnica é semelhante, ou seja, aplicação de pigmentos, que devem ser na tonalidade exata da pele do paciente – daí a importância de um trabalho de avaliação minucioso, para que o resultado seja o melhor possível. O brasileiro ressalta que não é possível eliminar, por exemplo, uma cicatriz, mas o procedimento atenua em até 80% estas marcas. “A durabilidade, nestes casos, é de dois a três anos e o visual já pode ser notado após a primeira sessão”, conta Hugo.

Os interessados podem agendar uma consulta na HS Scalp Micropigmentation podem entrar em contato pelo telefone (978) 631-6115 ou pelo Instagram do brasileiro: @hsmicropigmentation.

Serviço

Hugo Santos – HS Scalp Micropigmentation
LUV Beauty & Spa
96 South Federal Highway
Boca Raton, FL – 33432
Tel.: (978) 631-6115
Instagram/Hugo: @hsmicropigmentation