Brasileiro é preso acusado de matar a ex-namorada e seu atual companheiro em Miami Lakes

Segundo a polícia, ele foi detido no Miami International Airport tentando fugir para o Brasil

0
17377
Thales Ferreira foi preso tentando embarcar para o Brasil
Thales Ferreira foi preso tentando embarcar para o Brasil

O brasileiro Thales Ferreira, de 27 anos, foi preso acusado de matar a tiros a ex-namorada e o homem com quem a ex estava se relacionando em uma casa em Miami Lakes, onde uma das vítimas morava. Segundo informações da polícia, Thales foi preso no Miami International Airport na noite de quinta-feira (8) tentando embarcar para o Brasil.

As vítimas foram identificadas como Michael Tarulli, de 26 anos, que morava no Miami Lakes Town Center onde os assassinatos aconteceram, e Jenny Koonoolai-Jagdeo, de 32 anos, que morava em Deerfield Beach.

Segundo a polícia de Miami-Dade, os agentes foram chamados ao apartamento em Miami-Lakes por volta de 8:30 da manhã de quinta-feira (8), depois que testemunhas disseram ter ouvido diversos tiros vindos de uma casa. A polícia encontrou Michael morto em frente ao apartamento.

Ao entrarem na casa, encontraram Jenny agonizando. As vítimas foram atingidas por diversos tiros e morreram no local.

Segundo um vizinho, ele deixou a casa por volta de 7:30 da manhã e viu um homem sentado na escada. Foi então que ele ouviu tiros e, ao sair de casa viu que a porta do vizinho estava aberta, foi quando ele viu Michael baleado no chão e ligou para a polícia.

De acordo com o boletim de ocorrência, a polícia havia sido chamada na noite anterior pela vítima que teria dito que Thales estava esmurrando a sua porta e que estaria perseguindo a ex-namorada. A polícia coletou as informações sobre Thales, mas não tomou providências imediatas. Thales furtou a arma de uma casa em Broward, voltou na manhã seguinte e matou o casal.

Ele fugiu da cena do crime, mas foi preso no aeroporto a caminho do Brasil. Thales foi preso por assassinato em primeiro grau e sem direito à fiança.(Com informações da CBS e Local10News).

Assista a matéria da CBS sobre o caso: