Brasileiro é preso em Massachusetts acusado de maus-tratos a um cavalo

Adevalter Majesky, conhecido como cowboy de Rondônia, era dono do puro-sangue que foi sacrificado após não conseguir mais andar

0
3666
Adevalter Majesky é conhecido na comunidade como cowboy de Rondônia (foto: Facebook)
Adevalter Majesky é conhecido na comunidade como cowboy de Rondônia (foto: Facebook)

O brasileiro Adevalter Majesky, 50, foi preso no último dia 26 por supostos maus-tratos a um cavalo em uma fazenda de Tyngsborough, em Massachusetts. De acordo com o xerife Richard Howe, a prisão é resultado de uma operação que está sendo realizada em todo o estado para combater a crueldade contra os animais. Fontes locais informaram que o brasileiro era conhecido na comunidade como cowboy de Rondônia.

Os agentes chegaram até a propriedade de Majesky após serem informados de um pônei ferido. Entretanto, o que chamou a atenção foi um cavalo puro-sangue com dificuldades para ficar de pé. Um especialista em equinos da MSPCA (Animal Care and Adoption Center) e um veterinário foram chamados e concluíram que o cavalo estava sofrendo de sepse, um tipo grave de infecção. “O puro-sangue foi sacrificado humanamente e transportado para a universidade de Connecticut para uma necropsia”, diz o relatório do  Tyngsborough  Police Department.  

Majesky, que era o dono do puro-sangue, foi indiciado pelo Tribunal Distrital de Lowell e detido pelo crimes de crueldade animal e crueldade contra animal sob custódia. O pônei que levou os agentes até o local está fora de perigo. “Quero agradecer aos detetives da polícia de Tyngsborough e à Divisão de Aplicação da Lei da MSPCA por seu trabalho meticuloso e diligente neste caso”, declarou o policial Richard Howe.