Brasileiro enfrenta acusações de abuso sexual de menores em Massachusetts

Homem de 30 anos já havia sido deportado e é acusado de servir bebida alcóolica a menores de idade e abuso sexual

0
5972
Brasileiro terá outra audiência no dia 8 de fevereiro
Brasileiro terá outra audiência no dia 8 de fevereiro

DA REDAÇÃO, COM CAPE COD TIMES – Na sexta-feira (3), o brasileiro Renato Cordeiro de Campos, de 30 anos, se declarou inocente das acusações que enfrenta na Corte Distrital de Barnstable, Massachusetts. Ele é acusado de servir bebidas a menores de idade e abuso sexual de duas meninas de 13 anos no mês passado. Ele está preso sem fiança aguardando a próxima audiência no dia 8 de fevereiro.

Em 14 de janeiro, as duas meninas estavam no Cape Cod Mall tentando “planejar a noite” antes de irem à casa do namorado de uma delas, informou o promotor público assistente, Michael Giardino no tribunal. Um indivíduo, que os investigadores identificaram como sendo Renato, levou as meninas em seu carro a uma residência diferente, onde ofereceu álcool para as garotas, acrescentou.

Ele teria forçado as duas meninas a praticar sexo oral nele e entre outras coisas, segundo o promotor.

O delegado do brasileiro, Robert Hoffman, concordou que seu cliente fosse mantido preso sem direito à fiança até que seja realizada uma audiência sobre a sua periculosidade agendada para quarta-feira (8). O juiz determinará se Campos representa risco ao público e para si mesmo ou se ficará detido sem direito à fiança enquanto aguarda julgamento.

“Em 2 de fevereiro, agentes do Departamento de Imigração (ICE) emitiram um mandado de prisão em nome de Renato Cordeiro de Campos, cidadão do Brasil, depois de sua prisão em Hyannis, Massachusetts”, disse Shawn Neudauer, porta-voz do ICE ao jornal Cape Cod Times. “Campos foi removido dos Estados Unidos em junho de 2007”.

Caso seja liberado pelas autoridades, ele será encaminhado ao Departamento de Imigração.

Desde que foi deportado dos Estados Unidos em 2007, Renato enfrentou acusações por violações de trânsito na Corte Distrital de Barnstable entre 2011 e 2013, assim como uma acusação por agressão física decorrente de uma briga em 2012, na Main St., em Hyannis, conforme arquivos no tribunal.

Campos foi considerado culpado de duas infrações de trânsito, mas os outros casos, incluindo agressão física, resultaram em cancelamento.