Brasileiro procurado por assassinato é deportado pelo ICE

Homem de 47 anos foi detido em maio em Martha’s Vineyard (MA) e foi preso assim que desembarcou no Brasil

0
3042
Além de trabalhar na instalação e manutenção de telhados, Dorvino Rocha Ribeiro é cantor e compositor e se apresentava em festas e bares brasileiros
Além de trabalhar na instalação e manutenção de telhados, Dorvino Rocha Ribeiro é cantor e compositor e se apresentava em festas e bares brasileiros

O brasileiro Dorvino Rocha Ribeiro, de 47 anos, preso em maio por integrar a lista de procurados da polícia internacional – Interpol – foi deportado para o Brasil do aeroporto de Boston no último dia 10. De acordo com informações divulgadas pelo ICE, ele foi preso assim que desembarcou no Brasil.

Dorvino, também conhecido como “Luciano Rocha”, era procurado no Brasil pelo suposto envolvimento em um assassinato de aluguel. Ele já havia sido deportado em 2003 e reentrou nos Estados Unidos ilegalmente. Em maio, ele foi preso em seu local de trabalho em Martha’s Vineyard, Massachusetts.

No dia seguinte, a polícia local observou Dorvino trabalhando no telhado de uma casa na Linton Avenue, em Oaks Bluffs (MA). Os agentes contataram o ICE e compartilharam a informação. Imediatamente, os agentes do ICE foram à Martha’s Vineyard (MA), onde o brasileiro residia desde 2004, e prenderam-no. Ele foi retirado da ilha naquele mesmo dia.

Entenda o caso

Segundo as autoridades brasileiras, Dorvino Rocha Ribeiro é acusado de ser o agente principal e intermediário de um crime ocorrido ao longo da estrada que liga o Distrito de Santa Luzia ao município de Mantena (MG). O crime ocorreu em 14 de julho de 2017, quando quatro tiros foram disparados contra o comerciante Ezequias Bezerra da Silva, de 43 anos, morador no centro de Mantenópolis (MG), numa simulação de assalto, executado por Zeliano Militão da Silva, que teria recebido o equivalente a $950.

Suspeita-se que a execução de Ezequias teria sido por motivos passionais, pois Dorvino mantinha um romance online com Fabiane e teria prometido trazê-la para os EUA para viverem juntos. Ela está presa numa penitenciária em Colatina (ES) e o comparsa Zeliano na cidade de São Domingos (ES). Ele possui antecedentes criminais por outros crimes cometidos. A morte brutal da vítima chocou a cidade.

A prisão de Dorvino também chocou a comunidade brasileira em Martha’s Vineyard, pois, além de trabalhar na instalação e manutenção de telhados, ele é cantor e compositor e se apresentava em festas e bares brasileiros na região.