Brasileiro pulou de navio em alto mar, diz polícia americana

0
1634

A polícia americana confirmou que Bernardo Garcia Teixeira, 31, pulou na última sexta-feira (6) do navio Oasis Of The Seas, que fazia um cruzeiro pelas Bahamas. A confirmação foi feita após investigadores analisarem as imagens das câmeras de segurança da embarcação.

Em entrevistas dadas pelo advogado do marido de Bernardo para emissoras de TVs americanas, ele diz que o brasileiro havia ficado nervoso por ser vítima de preconceito por parte da tripulação do navio, já que era gay e que, por conta do nervosismo, acabou caindo da sacada da cabine em que estava hospedado.

De acordo com informações do jornal SunSentinel, Bernardo era produtor de vídeo e vivia com o marido em New York. A equipe do navio Royal Caribbean informou que funcionários tentaram acalmar o brasileiro, mas o esforço foi em vão.

Segundo nota enviada à imprensa pela polícia de Port Everglades, no Estado americano da Flórida, equipes de segurança do navio foram chamadas para conter uma discussão na cabine onde Bernardo estava viajando com seu marido e sócio, o empresário Erick Elbaz, 34.

A polícia americana informou ainda que, nas imagens, Garcia aparece avisando que pularia no mar, quando em seguida ele sai correndo em direção a varanda, no sétimo andar do navio, e pula para o quinto andar, quando então ele se agarra ao navio tentando evitar o socorro por integrantes da equipe de segurança da embarcação, como mostra um vídeo feito por uma passageira e publicado na internet.

A guarda costeira americana realizou buscas em cerca de 1.500 km², mas as buscas foram encerradas na noite de sábado (7) e o corpo não foi encontrado.

A Royal Caribbean, empresa que opera o navio Oasis Of The Seas, informou que continua prestando assistência à família da vítima e que está colaborando com as investigações.