Brasileiros brilham no Grammy Latino; Liniker é primeira artista transgênero a vencer o prêmio

Os brasileiros concorreram em oito categorias específicas, com apenas Anitta representando o país em duas das categorias principais - mas a carioca não levou as estatuetas para casa.

0
610
Ludmilla vence “Melhor Álbum de Samba” e Liniker celebra como primeira artista trans no Grammy Latino. Foto: Reprodução Univision

A festa do Grammy Latino em Las Vegas contou com a presença de diversos brasileiros que concorreram ao mais importante prêmio da música latina nesta quinta-feira (17). A 23ª edição do Grammy Latino entregou 53 estatuetas reconhecendo a excelência de músicas cantadas principalmente em espanhol e português.

Os brasileiros concorreram em oito categorias específicas, com apenas a cantora Anitta representando o país em duas das categorias principais, “Gravação do Ano” e “Melhor Performance de Reggaeton”, com o hit “Envolver”. A carioca, que foi apresentadora do show ao lado de Luis Fonsi, Thalia e Laura Pausini, não levou as estatuetas.

Entre os destaques da noite, Liniker subiu ao palco em uma pré-cerimônia e fez história como a primeira artista transgênero a vencer um Grammy Latino, com o “Melhor Álbum de MPB” para “Indigo Borboleta Anil”. Ludmilla ganhou “Melhor Álbum de Samba” com “Numanice 2”. Erasmo Carlos venceu o prêmio de “Melhor Álbum de Música Alternativa em Língua Portuguesa”, enquanto Hamilton de Holanda representou o Brasil e venceu o prêmio de “Melhor Álbum de Música Instrumental”. Ícone da música popular brasileira, Alceu Valença levou a estatueta de “Melhor Álbum de Raízes em Língua Portuguesa”. 

Marília Mendonça, que havia recebido indicação póstuma, não ganhou o prêmio de “Melhor Álbum de Música Sertaneja”, dado a dupla Chitãozinho & Xororó. 

As cantoras Rita Lee e Gal Costa, falecida no último dia 9, foram homenageadas pela acadêmia do Grammy Latino. Rita Lee teve sua carreira reconhecida e recebeu um prêmio especial, enquanto Gal Costa foi lembrada como uma das maiores vozes do Brasil, consagrada pela academia com o “Lifetime Achievement Award” em 2011.

Veja a lista de vencedores brasileiros:

Melhor Álbum Instrumental
“Maxixe Samba Groove” – Hamilton De Holanda

Melhor Álbum de Música Cristã (Língua Portuguesa)
“Laboratório Do Groove” – Eli Soares

Melhor Álbum de Pop Contemporâneo em Língua Portuguesa
“Sim Sim Sim” – Bala Desejo

Melhor Álbum de Rock ou de Música Alternativa em Língua Portuguesa
“O Futuro Pertence À… Jovem Guarda” – Erasmo Carlos

Melhor Álbum de Samba/Pagode
“Numanice #2” – Ludmilla

Melhor Álbum de Música Popular Brasileira
“Indigo Borboleta Anil” – Liniker

Melhor Álbum de Música Sertaneja
“Chitãozinho & Xororó Legado” – Chitãozinho & Xororó

Melhor Álbum de Música de Raízes em Língua Portuguesa
“Senhora Estrada” – Alceu Valença

Melhor Canção em Língua Portuguesa
“Vento Sardo” – Marisa Monte Featuring Jorge Drexler