Brasileiros estreiam sem vitória na Pré-Libertadores

0
1213
Eduardo Coudet comandou o Colorado em seu primeiro jogo internacional no Chile (Foto: Sport Club Internacional)
Eduardo Coudet comandou o Colorado em seu primeiro jogo internacional no Chile (Foto: Sport Club Internacional)

Internacional e Corinthians fizeram seus primeiros jogos internacionais em 2020 e nenhum deles conseguiu marcar um gol sequer nos jogos da primeira fase da Pré-Libertadores.

O Inter jogou em Santiago na terça-feira (4) e empatou em 0 a 0 com a Universidad de Chile. O empate sem gols garante o Colorado na próxima fase da Pré-Libertadores em caso de vitória simples no Beira-Rio. No entanto, a vitória esteve muito perto do Inter, sobretudo após a expulsão de Montillo na metade do segundo tempo. Os protestos, costumeiros no Chile nos últimos meses, ocorreram novamente, dentro e fora do Estádio Nacional, com direito a fogo na arquibancada – o que provocou reclamações dos diretores do Inter junto à Conmebol.

Qualquer vitória no jogo de volta, no Beira-Rio, na próxima terça-feira (11), dá a classificação ao Inter. Empate com gols classifica a La U. Caso a partida terminar novamente empatada em 0 a 0, a decisão será nos pênaltis. 

Antes do jogo decisivo, o Inter enfrenta o Novo Hamburgo pelo Gauchão. A partida ocorre no sábado (8). No mesmo dia, a Universidad de Chile enfrenta o Unión La Calera pela terceira rodada do campeonato nacional.

Pior para o Corinthians

Se o Inter, pelo menos, arrancou um empate fora de casa, a situação do Alvinegro paulista é pior. A estreia do Corinthians na Copa Libertadores ficou longe daquilo que o torcedor alvinegro queria ver. Em uma atuação apenas razoável, o Timão foi derrotado por 1 a 0 pelo ex-algoz Guaraní, na Nueva Olla, em Assunção, e vê em risco sua classificação para a terceira fase do torneio – a última antes da fase de grupos. Com gol de Morel, logo no início, o Guaraní cozinhou o jogo e deixou o Timão ficar com a bola. No entanto, os comandados de Tiago Nunes não levaram perigo real ao rival e agora precisam inverter o resultado em Itaquera, na próxima semana, para evitar uma eliminação precoce – o Guaraní já derrubou o Timão nas oitavas de final de 2015.

Com a derrota, o Corinthians precisará vencer o Guaraní por dois gols de diferença na próxima quarta-feira (12), na Arena. Vitória por 1 a 0 leva a decisão para os pênaltis, e qualquer outra vitória por um gol de diferença classifica a equipe paraguaia pelo critério do gol marcado fora de casa. Empate ou vitória do Guaraní, claro, também classifica o rival.

Com apenas quatro jogos oficiais pelo Paulistão antes da estreia na Libertadores, a equipe de Tiago Nunes mostrou ainda estar abaixo de seu ritmo ideal – e oscilações são normais no início da temporada. Sidcley, especialmente, destoou ao deixar muitos espaços pelo lado esquerdo da defesa e ainda dar condição a Morel no único gol do jogo. Cantillo controlou o meio-campo mais uma vez, mas faltaram velocidade e criatividade ao time, que forçou o jogo pelo meio e esbarrou na forte marcação do Guaraní. Luan, o “diferente” do time, esteve sumido em campo e pouco municiou Boselli – na única chance clara que teve, o argentino acertou a trave.

Antes do jogo de volta contra o Guaraní, o Corinthians entra em campo pelo Campeonato Paulista no próximo domingo (9) para enfrentar a Inter de Limeira, em São Paulo, em duelo válido pela quinta rodada do torneio.

Vasco da Gama estreia bem na Copa Sul-Americana

Antes do jogo, muita chuva no Rio e falta de energia em São Januário. Depois, o sentimento de que a vitória do Vasco sobre o Oriente Petrolero, na quarta-feira (5), poderia ter tido um placar mais elástico do que o 1 a 0. Além do gol de Cano, o time brasileiro acertou outras três finalizações na trave e praticamente não correu riscos. Conseguiu, ao menos, encerrar a série de resultados ruins no Carioca e decidir a classificação à segunda fase da Sul-Americana com uma mínima vantagem.

A partida de volta será em 19 de fevereiro na Bolívia. As duas equipes vão se enfrentar no estádio Ramón Tahuichi em Santa Cruz de la Sierra – a cidade está ao nível do mar, portanto, não tem altitude. O Vasco avança com vitória, empate ou derrota por um gol desde que marque pelo menos um gol. O Oriente Petrolero precisa ganhar por dois de diferença. Caso devolva o 1 a 0, a vaga será decidida nos pênaltis.

O colombiano Guarín foi atração em São Januário. Ao chegar ao Rio para concluir a negociação de renovação do contrato por duas temporadas, foi ovacionado pela torcida. A tendência é de que o acordo seja anunciado nos próximos dias. Na última rodada de classificação da Taça Guanabara, o Vasco da Gama enfrenta a Portuguesa-RJ no domingo (9), sem nenhuma chance de classificação.

Botafogo está na próxima fase da Copa do Brasil

O Botafogo está classificado para a segunda fase da Copa do Brasil, de acordo como regulamento da Copa do Brasil. O Glorioso empatou em 1 a 1 com o Caxias na noite de quarta-feira (5), no estádio Centenário, em Caxias do Sul, apesar de muita pressão nos minutos finais. Pedro Raul abriu o placar, e Carlos Alberto marcou para os donos da casa. 

Em boa fase no Campeonato Gaúcho, o Caxias tomou a iniciativa desde o início da partida. Ainda assim, saiu atrás no placar, ao Pedro Raul marcar de cabeça numa jogada de bola parada do Botafogo. O empate veio rápido, em belo chute de Carlos Alberto, mas, depois disso, apesar da pressão, o time grená não conseguiu a virada. 

Na segunda fase, o Botafogo vai enfrentar o vencedor do duelo entre Toledo, do Paraná, e Náutico. As equipes se enfrentam na próxima quarta-feira (12).  Pelo Cariocão, o Fogão faz o clássico contra o Fluminense no domingo (9) precisando da vitória para se classificar à fase final da Taça Guanabara. Já o Caxias, que lidera o Grupo B, recebe o Esportivo pelo Gauchão no domingo (9).

Zebra elimina Bahia

A Copa do Brasil protagonizou a sua primeira grande história da edição 2020. O River do Piauí eliminou o Bahia na noite de quarta-feira (5), no estádio Albertão, em Teresina. A bola mágica que deixou em delírio os torcedores piauienses veio aos 42 minutos do segundo tempo. O meia Jean Natal mandou direto para o gol, ela passou direto e só parou no destino final, nas redes do goleiro Douglas. Aos 49, no último lance, Rossi ainda acertou a trave do goleiro Mondragon. Um time da Série D eliminou um clube da Série A do Brasileiro. Algo raro de acontecer no futebol brasileiro. 

O River-PI duela contra o América-RN na segunda fase. O time potiguar empatou em 0 a 0 com o São Luiz e tinha a vantagem de jogar pelo empate. Na próxima fase, o River-PI faz jogo em casa. Data e horário serão definidos pela CBF. Na segunda fase, em caso de empate, a decisão de quem fica com a vaga será nos pênaltis. Com a classificação, o Galo do Piauí embolsa R$ 650 mil pela cota de participação na segunda fase. 

Os times têm compromissos no fim de semana pela Copa do Nordeste. No sábado (8), o Bahia faz clássico contra o Vitória, na Fonte Nova. O River-PI joga em casa no Nordestão, recebe o América-RN, domingo (9), no estádio Albertão, em Teresina.

Outros classificados

Na abertura da Copa do Brasil, foram registrados os seguintes resultados:

  • São Luiz 0 x 0 América-RN – América-RN classificado
  • XV de Piracicaba 1 x 0 Londrina – XV de Piracicaba classificado
  • Coruripe 0 x 0 Juventude – Juventude classificado
  • Palmas 0 x 2 Paraná – Paraná classificado
  • Bahia de Feira 3 x 1 Luverdense – Bahia de Feira classificado
  • Vilhenense 1 x 1 Boa Esporte – Boa Esporte classificado
  • Independente-PA 2 x 3 CRB – CRB classificado
  • Operário VG 0 x 0 Santa Cruz – Santa Cruz classificado
  • Aquidauanense 0 x 1 ABC – ABC classificado
  • Santo André 4 x 1 Criciúma – Santo André classificado
  • Fast 0 x 2 Goiás – Goiás classificado
  • Barbalha 0 x 3 Operário-PR – Operário-PR classificado
  • Santos AP x América-MG – América-MG classificado

Reminiscências do Super Bowl LIV

No esporte, o tempo passa muito rápido. Todos já sabem que o Kansas City Chiefs é o campeão do Super Bowl. A conquista veio 50 anos depois do até então único título da NFL conquistado pelo clube. Entretanto, em vez de comentar o surgimento de uma estrela, com a ascensão de Patrick Hommes ou enfatizar o bom jogo de Kelce e Watson, prefiro comentar o clima que envolveu o espetáculo.

Aliás, espetáculo é o termo correto. Você pode até não gostar do esporte, porém, há de se reconhecer que os americanos sabem como organizar um show. A semana prévia ao jogo movimentou o Sul da Flórida, sobretudo Miami, com realização de vários eventos ligados ao Super Bowl: shows musicais, exposições, premiações e muita comemoração nos restaurantes, bares e nightclubs da cidade, que deixaram um bom dinheiro para os comerciantes locais.

Capítulo à parte, o show protagonizado por Shakira e Jennifer Lopez foi o melhor dos anos mais recentes. Aproveitando o fato da latinidade de Miami, os organizadores convidaram duas latinas para entreter o público. E as escolhas se revelaram um acerto. Usando a terminologia atual, elas mandaram bem!