Brasileiros fazem campanha nos EUA para ajudar vítimas de tragédia em Minas Gerais

Lama segue fazendo estragos ao longo do Rio Doce; cinco cidades mineiras estão sem água

0
2234

Na tarde de quinta-feira (5), o rompimento de duas barragens na cidade de Mariana, no interior de Minas Gerais, devastou o subdistrito de Bento Rodrigues e a lama segue fazendo estragos. O Rio Doce é um dos principais atingidos e o abastecimento de água em cidades banhadas pelo rio está comprometido, entre elas estão Governador Valadares, Periquito, Galiléia, Tumiritinga e Alpercata. Esses municípios decretaram situação de calamidade pública.

Comovidos com a situação dos conterrâneos, brasileiros estão se mobilizando para angariar fundos para ajudar as vítimas da tragédia ambiental. A Primeira Igreja Batista do Sul da Flórida – PIBFlórida está organizando uma campanha para angariar fundos para as vítimas da tragédia ambiental. A igreja está recebendo doações em dinheiro que serão enviados às áreas afetadas. Para doar qualquer tipo de quantia, basta entrar em contato com a igreja pelo site http://www.pibflorida.org/ ou pelo telefone: (954)-783.0119.

Em New Jersey, o designer de móveis Artur Moreira, morador de Newark e natural de Nova Era (MG), decidiu organizar uma campanha de ajuda às pessoas afetadas pela tragédia. Artur disse que o objetivo da campanha é angariar fundos suficientes para a construção de um centro comunitário no subdistrito de Bento Rodrigues, o mais afetado pelo rompimento das barragens. A meta da campanha é arrecadar $20 mil. Foram confeccionadas 432 camisetas que estão sendo vendidas a $30.

“Tentaremos conseguir um terreno doado e levantar as quatro paredes. Esse centro comunitário poderá ser utilizado como escola ou posto médico. Aproveito a oportunidade para fazer um apelo aos brasileiros, especialmente na construção civil, para abraçarem essa causa”, disse Moreira. Na segunda-feira (16), o Pastor Welbr dos Santos, da Igreja Assembleia de Deus em Newark, vai viajar ao local da tragédia levando água e roupas para os desabrigados.

Através de suas campanhas beneficentes, Artur já viajou por vários países, entre eles a Índia, Nepal, Filipinas, entre outros. Mais informações sobre a campanha podem ser obtidas através do tel.: (908) 313-5256. O link para comprar a camisa é http://liltlefriendpop.myshopify.com.

Saiba mais
Mais de 260 mil pessoas estão sem água em Governador Valadares, cidade do Leste de Minas que foi atingida pela lama proveniente do rompimento das barragensFundão e Santarém, em Mariana, na quinta-feira (5). A captação de água do rio Doce foi suspensa no último domingo (8) e os reservatórios do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (Saae) estão vazios. Os rejeitos de minério começaram a chegar à região no fim de semana.

Nos pontos de venda de água mineral as filas são grandes, a procura é intensa e a quantidade é pouca. Em uma distribuidora no Bairro de Lourdes a fila avançou um quarteirão, e uma equipe da Polícia Militar precisou ir até o local para evitar confusão. A Polícia Civil informou que vai investigar as distribuidoras que estariam praticando preço abusivo na venda dos galões de água mineral.

Quatros vagões-tanque da Vale, no total de 260 mil litros, buscam água em Ipatinga, a 120 Km de Governador Valadares, por exemplo, para ajudar no abastecimento da cidade.

A presidente Dilma Rousseff sobrevoou a região nesta quinta-feira (12) e disse que a partir da semana que vem, o Exército vai levar caminhões-pipa para a região.

A avalanche de lama deixou em seu rastro dezenas de mortos, desaparecidos e feridos, além de milhares de desabrigados. As barragens pertencem à mineradora Samarco, fundada em 1977, e que produz pequenas bolas de minério de ferro usadas na produção do aço. As informações são do G1.