Brasileiros na Libertadores: balança equilibrada

0
1474

Seis dos sete clubes brasileiros que disputam esta edição da Copa Libertadores da América tiveram resultados desiguais: um se salvou, como foi o caso do Atlético-MG; outros foram mal, casos de Palmeiras e Flamengo, outro vacilou, caso do Internacional; dois foram bem, casos de Cruzeiro e sobretudo do Athletico Paranaense. Apenas não deu para registrar o jogo entre Universidad Católica e Grêmio em Santiago, realizado na noite de quinta-feira (4).

Palmeiras perde invencibilidade na competição

A jornada começou na terça-feira (2) com a ida do Palmeiras a Buenos Aires para enfrentar San Lorenzo de Almagro. Apesar de ser um clube de tradição, El Ciclón vem passando por uma fase terrível e está entre os piores times do Campeonato Argentino. Havia vencido apenas duas partidas em 2019 e poupou a equipe titular para se preparar em relação ao jogo contra o atual campeão brasileiro. A estratégia deu certo. E San Lorenzo venceu o Verdão por 1 a 0, com gol de Herrera no início do segundo tempo, em consequência de uma falha de marcação do sistema defensivo do time brasileiro. Assim, o time treinado por Jorge Almirón venceu só sua terceira partida no ano (duas delas na Libertadores, onde o time do Papa Francisco vai bem), enquanto o Palmeiras sofreu sua segunda derrota na temporada. Na outra partida do Grupo F, Melgar do Peru derrotou o Junior Barranquilla da Colômbia por 1 a 0.

O resultado não é desastroso para o Verdão porque, mesmo com a derrota, o clube está na vice-liderança do Grupo F e tem dois de seus três jogos em casa. A próxima partida do Alviverde paulista é dia 10 de abril contra o Junior Barranquilla. Um dia antes San Lorenzo recebe o Melgar em Buenos Aires. No domingo (7), porém, o Verdão faz a segunda partida da semifinal do Paulistão contra o São Paulo.

Show de Athletico surpreende Boca

O Athletico Paranaense foi o grande destaque das equipes brasileiras. Na terça-feira (2), recebeu o temível Boca Juniors, atual vice-campeão da Libertadores, e simplesmente passou o trator, como se diz na linguagem futebolística. Com três gols de Marco Ruben, argentino que atuava no Rosario Central, o Rubro-Negro de Curitiba venceu uma partida chave e inscreveu seu nome entre os grandes clubes da América do Sul. A ponto de Tiago Nunes ter definido o 3 a 0 sobre o Boca Juniors como inesquecível, maravilhoso e mágico. E também deu nota máxima para a atuação do time e do atacante Marco Ruben. No outro jogo do Grupo G, Tolima da Colômbia e Jorge Wilstermann da Bolívia empataram em 2 a 2. Com este resultado, o Furacão assumiu a liderança do Grupo G, deixando Boca Juniors e Tolima com 4 pontos e o time boliviano na lanterna com 2 pontos.

A Arena da Baixada deve lotar novamente quando o Furacão receberá o Tolima no dia 9 de abril. No dia seguinte, Boca Juniors enfrentará Jorge Wilstermann, com obrigação de vencer para não colocar em xeque sua classificação para as oitavas de final da Copa Libertadores da América. No sábado (6), Athletico jogará a semifinal da Taça Dirceu Krüger contra o Rio Branco.

Atlético-MG toma susto, mas sobrevive

A situação do Galo não é nada boa na Copa Libertadores da América. O Alvinegro de Belo Horizonte vinha de duas derrotas no Grupo E contra Libertad do Paraguai e Nacional do Uruguai. Sua chance de ainda se manter vivo na competição era enfrentar o Zamora da Venezuela – o pior time do grupo. Entretanto, para decepção dos torcedores que compareceram em massa no Mineirão, o clube venezuelano foi para o intervalo com 2 a 0 de vantagem, com gols de Gallardo e Paiva. Nos vestiários, Levir Culpi chamou o elenco às falas e exigiu que mostrassem futebol digno diante de sua torcida. A chamada fez efeito e o time voltou disposto a alterar a situação. Para alívio de todos, conseguiu. O gol de Maicon diminuiu a vantagem dos venezuelanos, enquanto Vinicius empatou o jogo para Fábio Santos dar números finais ao placar de 3 a 2, ao cobrar pênalti sofrido por Ricardo Oliveira.

A missão do Atlético-MG para se classificar não é fácil. E o clube precisa subir seu nível de futebol se quiser passar para as oitavas de final. E o desafio começa com a visita do Galo ao Cerro Porteño no Paraguai, na quarta-feira (10). No mesmo dia, Nacional receberá o Zamora em Montevidéu. Vitórias dos clubes paraguaio e uruguaio deixarão o time de Belo Horizonte em má situação. No domingo (7), disputará a partida de volta contra o Boa Esporte em uma das semifinais do Campeonato Mineiro.

Internacional quase chegou lá

O Internacional esteve perto de derrotar o River Plate, atual campeão da Copa Libertadores da América. O Colorado abriu 2 a 0 no primeiro tempo com gols de Nico López e Edenilson, mas Lucas Pratto diminuiu ao cobrar pênalti. A exemplo das outras praças, a torcida do Inter lotou o Beira Rio para incentivar sua equipe que disputou uma boa partida, sobretudo no primeiro tempo. A vitória não se concretizou graças a uma falta bem cobrada por De la Cruz, sem chance de defesa para Marcelo Lomba. No outro jogo do Grupo A, Palestino do Chile derrotou Alianza Lima do Peru por 3 a 0.

Mesmo perdendo 100%, o Inter lidera o Grupo A com 7 pontos, seguido pelo Palestino com 4, River Plate, com 3 e Alianza Lima, com 1. Aliás, Internacional receberá o vice-líder do grupo na terça-feira (9) no Beira-Rio, enquanto River Plate enfrentará o time peruano em Buenos Aires na quinta-feira (11). No sábado (6), o Colorado receberá o Caxias pela semifinal do Gauchão. E tem a vantagem de ter vencido por 2 a 1 em Caxias do Sul.

Cruzeiro mantém 100%

Se o Atlético-MG está sofrendo na competição, seu rival vai de vento em popa na Copa Libertadores da América. Único clube brasileiro com 100% de aproveitamento, foi eficiente na quarta-feira (3) ao derrotar o Emelec em Guayaquil e assumir a liderança do Grupo B, com 9 pontos, fruto das três vitórias no turno de seu grupo. Rodriguinho, autor do gol da vitória, se encaixou muito bem na equipe dirigida por Mano Menezes e vem mostrando um futebol eficiente, assim como todo elenco da Raposa. Para se ter uma ideia, na Libertadores, o Cruzeiro marcou 4 gols e não sofreu nenhum, com a vantagem de ter feito duas partidas fora.

O Cruzeiro volta a jogar no sábado (6), quando faz o jogo de volta das semifinal do Campeonato Mineiro, contra o América-MG, no Mineirão. No jogo de ida, a Raposa venceu por 3 a 2, no Independência, e pode perder por um gol que, ainda assim, garante a vaga na decisão. Pela Libertadores, o time volta a jogar na quarta-feira (10), contra o Huracán, no Mineirão.

Flamengo decepciona no Maracanã

Nem mesmo o mais pessimista torcedor do Flamengo imaginava uma atuação tão fraca da equipe contra o Peñarol, na noite dessa quarta (3), no Maracanã, e como consequência, a derrota por 1 a 0  (gol de Viatri) para os uruguaios na noite em que o Maracanã recebeu 61.576 pagantes. Se tivesse vencido, o time carioca teria encaminhado sua classificação para as oitavas de final da Libertadores. Agora, se vê diante de uma situação de risco, ameaçado pelo próprio Peñarol e pela LDU. Na semana que vem, quinta-feira (11), o time rubro-negro vai ter uma ótima chance de pular para 9 pontos no Grupo D da Libertadores. Enfrentará o fraco San José, da Bolívia, novamente no Maracanã, sem Gabigol, expulso contra os uruguaios. O Peñarol receberá a LDU na terça-feira (9).

O problema, no entanto, não é o San José e sim a LDU, com quatro pontos, e o Penãrol, hoje com seis pontos e líder do grupo em razão de um saldo de gols melhor que o do Flamengo. Seus dois últimos jogos vão ser exatamente contra esses adversários, fora de casa. Antes, porém, fará o clássico com Fluminense em uma das semifinais do Cariocão no sábado (6) no Maracanã.

Aparecidense elimina Ponte Preta novamente

Apesar da revolta por ter de jogar novamente uma partida que já havia vencido, a Aparecidense tratou de bater a Ponte Preta de novo, desta vez por 2 a 0, e se classificou na Copa do Brasil. Alex Henrique e Washington fizeram os gols no estádio Anníbal Batista de Toledo na quarta-feira (3) e garantiram o triunfo do Camaleão em duelo remarcado da primeira fase. A equipe goiana avança para enfrentar o Bragantino-PA, enquanto a Macaca sai derrotada nas quatro linhas e eliminada do torneio. Na segunda fase, a Aparecidense vai enfrentar o Bragantino-PA, que eliminou o ASA-AL e esperava por adversário desde fevereiro. O jogo único será no Estádio Diogão, na cidade de Bragança (PA), em data a ser confirmada. Quem passar enfrenta o Vila Nova na terceira fase.

Corinthians se classifica mesmo com derrota

O Ceará venceu o Corinthians por 1 a 0 na noite de quarta-feira (3), em Itaquera, pela partida de volta da terceira fase da Copa do Brasil. Mas o resultado não foi suficiente, e o Timão, que não perdia havia 13 jogos, avançou à próxima etapa da competição por ter ganhado na ida, em Fortaleza, por 3 a 1. O Vozão foi guerreiro durante a partida e pressionou muito depois de fazer o gol aos 42 do segundo tempo, com Roger. Mas, os donos da casa, que tinham perdido Cássio, expulso, conseguiram evitar o pior.

O Corinthians aguarda sorteio após a definição de todos os classificados para saber o seu adversário na quarta fase da Copa do Brasil. Os jogos estão marcados para os dias 17 e 24 de abril. Antes, enfrentarão o Santos no Pacaembu na segunda-feira (8) e jogam pelo empate, pois venceram o Alvinegro praiano na primeira partida da semifinal por 2 a 1.

Londrina também se classifica para a quarta fase

A classificação para a Copa do Brasil foi confirmada pelo Londrina, no empate em 3 a 3 sobre o Botafogo-PB, na noite de quarta-feira (3), no Estádio do Café. Com a vitória no primeiro jogo por 2 a 0, o Tubarão está garantido na quarta fase do campeonato. O placar elástico com seis gols, mas de empate, não foi justo para a equipe paraibana. O Belo criou durante boa parte do jogo, só que teve que correr atrás do placar em toda a partida. Augusto abriu o placar para o Tubarão, enquanto Nando empatou ainda no primeiro tempo. No segundo tempo, Augusto fez novamente, e Clayton marcou um golaço para empatar novamente. O terceiro do Londrina veio com Luquinha, mas o incansável Belo ainda tinha forças para empatar com Nando. A força e os gols acabaram por aí.

O Londrina está classificado para a quarta fase da Copa do Brasil com o placar agregado de 5 a 3. O adversário e a data do jogo serão definidos por sorteio. A quarta fase terá apenas dez times restantes. No domingo (7), Londrina decidirá uma semifinal do Campeonato Paranaense contra o Coritiba. E precisa vencer para reverter a vantagem do Coxa, que ganhou em Londrina por 1 a 0.

Outros resultados pela Copa do Brasil

Além de Corinthians e Londrina, já classificados para a quarta fase da Copa do Brasil, outros jogos movimentaram o torneio esta semana:

  • Luverdense 0 x 0 Fluminense
  • ABC 1 x 0 Santa Cruz
  • CRB 1 x 1 Bahia