Brasileiros são acusados de ‘lavar’ mais de $100 milhões em New Jersey

Três homens foram presos acusados de esquema em empresa de fachada usada para pagar trabalhadores indocumentados da construção 

0
8401
Lucas Alves, Renato Da Silva e Wesley Dos Santos
Lucas Alves, Renato Da Silva e Wesley Dos Santos

Os brasileiros Renato Maia da Silva, de 34 anos, Lucas Alves, de 33, e Wesley dos Santos, de 33, todos moradores de New Jersey, foram presos acusados de um esquema de troca de cheques para pagamento de trabalhadores da construção civil, que teria ‘lavado’ mais de $100 milhões. As informações são da Rede CBS.

O promotor público do condado de Burlington, Scott Conffina, informou na segunda-feira (28), que o esquema foi descoberto depois de uma investigação que durou nove meses. Os três foram presos por crime financeiro e atividade criminosa. As autoridades informaram que os acusados não têm documentos para viver legalmente nos EUA.

De acordo com o promotor, a polícia de Cinnaminson (NJ) começou a investigar a MAIA Consulting, cujo proprietário era Renato, em novembro do ano passado quando autoridades suspeitaram que operações ilegais com cheques em um estabelecimento localizado na 803 South Route 130.

A empresa era usada como fachada para dezenas de empresas do ramo de construção civil ao longo de toda a costa oeste e era usada para pagar imigrantes indocumentados da área de construção. O esquema teria lavado mais de $100 milhões. A suspeita é que diversas empresas de construção, empreiteiras e construtoras estejam envolvidas no esquema.

“Este não é um crime sem vítimas. Essas transações ilegais aumentaram muito nesta área de construção, prejudicam a arrecadação do governo e os contribuintes. Além disso, os trabalhadores não têm nenhuma garantia trabalhista se machucarem no trabalho”, argumentou o promotor.

As autoridades apreenderam mais de $450 mil em dinheiro e depósitos, nove carros, três motocicletas e uma coleção de 30 relógios de luxo.

Os casos foram encaminhados para o Immigration and Customs Enforcement (ICE), já que os brasileiros são imigrantes indocumentados.