Briga entre facções rivais mata 62 detentos no Pará

Quatro detentos foram mortos durante transferência para Marabá

0
1566
Massacre deixou mais de 60 mortos no Pará (Foto: Bruno Cecim/Agência Pará)
Massacre deixou mais de 60 mortos no Pará (Foto: Bruno Cecim/Agência Pará)

Chega a 62 o número de presos mortos em brigas entre facções rivais em Altamira, no Pará. Quatro deles foram mortos durante traslado até Marabá. 

Ao chegarem ao destino, os agentes encontraram os detentos mortos por sufocamento em duas celas dos caminhões-cela que fazia o transporte. As informações foram divulgadas nesta quarta-feira (31) pela Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup) do Pará. 

Os detentos eram da mesma facção, viviam juntos nas mesmas celas e foram comparsas no confronto entre facções, no presídio em Altamira, que deixou 58 mortos na última segunda-feira (29). Líderes do Comando Classe A (CCA) incendiaram a cela onde estavam internos do Comando Vermelho (CV). No local, 41 detentos morreram asfixiados e 16 foram decapitados, segundo a Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará (Susipe).

Durante o transporte, 30 presos estavam algemados, divididos em quatro celas que, juntas, tinham capacidade para até 40 pessoas. O estado não tem caminhão com celas individuais.

Na tarde desta quarta-feira (31), chegam a Belém 10 homens da Força-Tarefa de Intervenção Penitenciária. A ida do grupo foi autorizada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, a pedido do governador do Pará, Helder Barbalho. A força-tarefa atuará em atividades de guarda, vigilância e custódia de presos, com apoio dos sistemas Penitenciário e de Segurança Pública do estado.