Brightline e poder público vão investir $45 milhões para melhorar segurança nos trilhos da FL

Dinheiro será usado para aumentar e melhorar sinalização, para instalação de cercas e para conscientizar motoristas e pedestres; cerca de 60 pessoas já morreram em acidentes envolvendo trens da Brightline na Flórida

0
365
Desde 2018, 60 pessoas morreram em colisões com os trens da Brightline

Cerca de 60 pessoas já morreram em acidentes envolvendo trens da Brightline na Flórida desde que os trens rápidos começaram a operar em 2018. A morte mais recente aconteceu nesta segunda-feira (2) em Pompano Beach, depois de a vítima ignorar os sinais de não ultrapassar e cruzar os trilhos.

Para evitar que novas tragédias aconteçam, a Brightline e a Florida East Coast Railway vão investir $45 milhões em parceria com o governo estadual e federal em segurança nos trilhos entre Miami-Dade e o condado de Brevard, próximo à cidade de Cocoa Beach.

As empresas vão investir $25 milhões e os outros $20 milhões foram solicitados ao US Department of Transportation para a instalação de cercas e cancelas, aumento da sinalização e realização de programas educativos entre os motoristas.

O projeto prevê a instalação de 33 milhas de cercas protetoras ao longo dos trilhos, pintar o asfalto próximos aos trilhos e instalar mais ferramentas de segurança.

Mortes também já foram registradas, porém em menor número, com trens da Florida East Coast Railway. “O tráfego de trens aumentou e precisamos desses investimentos para evitar novas tragédias”, disse a Brightline em comunicado.

As investigações mostram que a maioria das vítimas fatais eram suicidas, pessoas sob efeito de drogas, doentes mentais ou motoristas que não respeitaram a sinalização nos cruzamentos.