Busca por “Garota de Ipanema” cresce 1.200% após abertura da Rio-2016

Faixa-ícone da bossa nova foi trilha para a aparição de Gisele Bündchen durante a cerimônia de abertura da primeira Olimpíada sediada na América Latina

0
5170
Modelo brasileira de maior sucesso internacional, Gisele Bundchen foi destaque na abertura da Rio 2016
Modelo brasileira de maior sucesso internacional, Gisele Bundchen foi destaque na abertura da Rio 2016

A abertura das Olimpíadas do Rio de Janeiro foi elogiada mundialmente. Um dos destaques da cerimonia, que teve entre seus diretores os cineastas Fernando Meirelles e Daniela Thomas, foi a aparição da supertop Gisele Bündchen, em desfile apoteótico no gramado do Maracanã. A trilha sonora para a participação de Gisele foi o clássico “Garota de Ipanema”, uma das músicas brasileiras mais conhecidas mundialmente —e que ficou ainda mais famosa após o evento.
Depois da cerimônia, a faixa teve sua audiência ampliada em 1.200% no Spotify, disse, em nota, o serviço de música on-line que pode ser baixado na forma de aplicativo para smartphones.

Para fazer o cálculo, o Spotify comparou a média de reproduções da faixa antes da cerimônia, na noite de sexta-feira (5), e procura pelo hit no sábado (6). De acordo com o jornal americano “The New York Times”, foram mais de 40 mil reproduções no seguia seguinte à festa que iniciou os Jogos do Rio.

À publicação, um porta-voz do Spotify disse que a boa parte dos ouvintes procuraram de fato pelo hit, ou seja, não escutaram apenas porque estava em alguma lista de reprodução sugerida. Por outro lado, o representante lembra que serviço criou uma playlist em que incluiu a versão de Tom e Vinicius. Isso deve ter atraído um público novo, avalia ele.

Na cerimônia de abertura da Olimpíada, “Garota de Ipanema” foi interpretada ao piano por Daniel Jobim, neto de Tom. Enquanto ele cantou os famosos versos “Olha que coisa mais linda / Mais cheia de graça”, Gisele cruzou a “passarela” montada sobre o campo do Maracanã.

Considerada hino da bossa nova, a canção inicialmente foi chamada de “Menina que passa”. Em 1965, ganhou a versão em inglês, intitulada “The girl from Ipanema”, e estourou nos Estados Unidos na voz da baiana Astrud Gilberto. As informações são do portal G1.