Califórnia vai doar $500 para imigrantes indocumentados na crise do coronavírus

Governador Gavin Newson anunciou que o objetivo é ajudar mais de dois milhões de indocumentados do Estado que não têm direito à ajuda dada pelo governo federal

0
1979
Gavin Newsom (Foto: JD Lasica/Flickr)

A Califórnia vai se tornar o primeiro estado do País a ajudar financeiramente imigrantes indocumentados durante a crise do coronavírus. O governador Gavin Newson anunciou esta semana que vai destinar $500 a imigrantes sem documentos do Estado que não têm direito à ajuda do governo federal. 

Newson explicou que o dinheiro virá do governo estadual ($75 milhões) e outros $50 milhões de organizações humanitárias. “Todos os moradores da Califórnia, incluindo nossos vizinhos indocumentados e amigos, têm que saber que estamos aqui para apoiá-los em um momento tão adverso. Estamos juntos nessa jornada”, disse o governador. 

O dinheiro será distribuído da seguinte forma: $500 por adulto e no máximo $1.000 por família. Os interessados devem se inscrever para receber o benefício no início do mês que vem.

A Califórnia tem uma população estimada em dois milhões de imigrantes indocumentados. Segundo o governador, eles representam mais de 10% da força de trabalho do Estado e pagam mais de %2.5 bilhões em impostos estaduais e municipais todos os anos. 

“O vírus não sabe a cor, a raça, a classe social e econômica. A Califórnia está fazendo sua parte pelos imigrantes em uma época que o Congresso deveria fazer mais por essas pessoas”, disse o governador. 

O prefeito de New York, Bill de Blasio, também se comprometeu a ajudar os imigrantes. Ele anunciou um plano de $20 milhões para ajudar cerca de 20 mil indocumentados da cidade. De acordo com o plano do prefeito, os indivíduos receberiam $400 e famílias com crianças $1.000. (Com informações da CBS News)