Capixaba preso em hospital psiquiátrico volta ao Brasil

Wagno Silva foi preso ao tentar ingressar nos EUA pelas Bahamas de barco

0
4450
Wagno esta de volta ao Brasil
Wagno esta de volta ao Brasil

O brasileiro Wagno Silva – que estava preso em uma clínica psiquiátrica após tentar ingressar nos EUA via Bahamas –  retornou para a sua família, na cidade de Serra (ES).

Wagno chegou ao Brasil e foi recebido pela esposa e os filhos com muito carinho. A esposa da Wagno, Juliana, relatou o drama do marido ao AcheiUSA há cerca de um mês.

“No dia 19 de março de 2016, meu esposo decidiu fazer essa perigosa travessia. Passou 30 dias nas Bahamas aguardando o capitão do barco que faria o traslado. No dia 18 de abril, o capitão colocou gente demais no barco que seguiu para Miami. Meu marido passou muito mal nessa travessia e, como tem disritmia cerebral, teve um desmaio e foi socorrido pela Guarda Costeira para hospital e foi preso em seguida”, disse Juliana Silva. Segundo ela, quando o marido passou mal, os tripulantes queriam jogá-lo no mar e ele foi ajudado por outros brasileiros que também se aventuraram na travessia.

Wagno foi levado para o Broward Transitional Center (BTC), em Pompano Beach e os demais tripulantes do navio também foram presos. Juliana disse que a Imigração ofereceu documentos – autorização de trabalho e driver licence –  para o marido ficar nos EUA para colaborar com as investigações sobre a quadrilha que traz imigrantes ilegais para o País. Wagno, no entanto, não aceitou e pediu para ser deportado. Depois, ele foi transferido para um hospital psiquiátrico e a família pediu que ele voltasse para casa, já que ele não tem problemas psicológicos.

Agora, ele está curtindo a família. Segundo Juliana, o casal tem um caminhão e darão sequência nos projetos que ambos fizeram antes da detenção. Ela também agradeceu a todos oraram pelo retorno dele. (com Brazilian Times).