Casal morre de acidente de helicóptero ao deixar festa de casamento no Texas

Will Byler e Bailee Ackerman saíram da festa de casamento na madrugada de domingo; piloto do helicóptero também morreu no local

0
2286
Bailee e Will morreram logo após saírem de festa de casamento no Texas
Bailee e Will morreram logo após saírem de festa de casamento no Texas

O casal Will Bayler e Bailee Ackerman, de 23 anos, tinha acabado de sair da festa de casamento de helicóptero e morreu na queda da aeronave, logo após deixarem a festa na madrugada de domingo (4). A celebração, que começou no sábado, aconteceu no rancho da família do noivo, na cidade de Uvalde, no Texas. O piloto da aeronave, o capitão do exército Gerald Green Lawrence, também morreu na tragédia.

As investigações das causas do acidente estão sendo conduzidas pela National Transportation Safety Board. De acordo com oficiais, a queda aconteceu a 24 quilômetros de distância do ponto de partida por volta das 1:47 de domingo, no horário local.

Os dois estudaram agricultura na Houston State University, que deixou sua homenagem. “É com profunda tristeza que anunciamos a morte de Will e Bailee em um acidente de helicóptero. Pedimos a todos orações à família”, postou a universidade.

Nas redes sociais, convidados compartilharam vídeos dos recém-casados decolando e da noiva dançando com o marido. Jessica Stiley, a dama de honra de Bailee, prestou homenagem à amiga nas redes sociais:

“Minha doce Bailee Raye, meu coração está quebrado em milhões de pedaços enquanto eu sento aqui e penso no resto da minha vida sem minha melhor amiga. Estou tão triste por estar postando estas fotos com isso, mas eu gostaria de compartilhar com todos o quão linda você estava no dia do seu casamento, como eu faria normalmente.”

Jessica também lembrou de estar chorando de felicidade horas antes do acidente enquanto ajudava Bailee na preparação para o casamento, dizendo que “estava feliz pela amiga ter casado com o homem dos sonhos” e “por estar com ele no melhor para sempre que Bailee poderia ter imaginado”. (Com informações do jornal Extra e CNN)