Casos de sarampo disparam nos Estados Unidos

Números de casos da doença são os maiores desde o ano 2000, quando foi anunciada a sua erradicação no País

0
1381
Casos de sarampo preocupam as autoridades de saúde Imagem: CDC
Casos de sarampo preocupam as autoridades de saúde Imagem: CDC

O sarampo nos Estados Unidos estava erradicado desde o ano 2000, mas agora com o crescimento dos movimentos antivacina, a doença voltou e coloca as autoridades de saúde em alerta. O número de casos chega a 681 espalhados por 22 estados: Arizona, Califórnia, Colorado, Connecticut, Flórida, Geórgia, Illinois, Indiana, Iowa, Kentucky, Maryland, Massachusetts, Michigan, Missouri, Nevada, New Hampshire, New Jersey, New York, Oregon, Tennessee, Texas e Washington.

De acordo com informações da CNN, este é o maior número de casos desde a então eliminação da doença em 2000. A maior parte das pessoas com sarampo tem menos de 19 anos de idade.

Segundo o US Centers for Disease Control and Prevention (CDC), o sarampo é uma doença contagiosa causada por vírus e é transmitida pelo ar por pessoas infectadas a quem não foi vacinado. Os sintomas incluem febre, tosse, irritação no nariz, nos olhos e manchas pelo corpo. Em pessoas com baixa imunidade, a doença pode levar à morte.

A maior parte dos casos nos EUA se espalhou em comunidades com baixos índices de vacinação entre as crianças. “Eu acredito que a preocupação de alguns pais sobre vacinas leva à não vacinação das crianças e ao crescimento das comunidades não vacinadas”, disse a médica do CDC, Nancy Messionnier.

O CDC informa ainda que o ressurgimento da doença nos EUA se deve a viajantes que foram a regiões com incidência de sarampo, voltaram infectados e transmitiram o vírus a pessoas não vacinadas. Em um caso ocorrido no Michigan, uma pessoa doente sem saber que tinha o vírus, transmitiu sarampo para nada menos que 38 pessoas.

A orientação é que os pais vacinem seus filhos o mais rápido possível.