CDC alerta para surto de doença meningocócica na Flórida e incentiva vacinação

Doença grave é causada pela bactéria Neisseria meningitidis que pega através de contato pessoal envolvendo saliva, gotículas expelidas pelo nariz ou garganta ao tossir, falar ou espirrar, e por meio de relação sexual

0
2239
Imagem fornecida pelos CDC mostra uma fotomicrografia de Neisseria meningitidis

Os Centers for Disease Control and Prevention (CDC) emitiram um alerta no sábado (9) sobre um surto de doença meningocócica na Flórida. Segundo a agência, os diagnósticos relatados no estado de janeiro até agora superam a média para o mesmo período dos últimos cinco anos. A enfermidade é causada pela bactéria Neisseria meningitidis transmitida através de contato pessoal envolvendo saliva, gotículas expelidas pelo nariz ou garganta ao tossir, falar ou espirrar, e por meio de relação sexual. O comunicado dos CDC destacou que a maioria das infecções relatadas atinge homens adultos homossexuais ou bissexuais, incluindo portadores de HIV. O Florida Department of Health disse que está monitorando todos os contaminados e entrando em contato com as pessoas que estiveram próximas a eles nos últimos dias.

A Neisseria meningitidis causa meningite, doença grave que provoca a inflamação da medula espinhal e da membrana que reveste o cérebro, além de infecção na corrente sanguínea. Os índices de mortalidade de pacientes em todos os casos é alto. Os sintomas mais comuns são fraqueza, febre, dor de cabeça forte e vômito. Os CDC estão incentivando que homens portadores de HIV recebam a vacina MenACWY que pode ser encontrada em hospitais do estado. O órgão também destacou o imunizante MenB, que pode ser ministrado em jovens adultos homo ou heterossexuais de todo o país. O comunicado completo dos Centers for Disease Control pode ser acessado aqui.