Centers for Disease Control (CDC) confirma caso de coronavírus em paciente que não saiu dos EUA

Caso foi registrado na Califórnia; em pronunciamento, presidente Trump afirma que “risco da doença para americanos é muito baixo”

0
1202
Trump em pronunciamento sobre o coronavírus (Foto Reprodução Politico)

O Centers for Disease Control and Prevention (CDC) confirmou que um paciente que não saiu dos Estados Unidos contraiu o coronavírus (COVID-19) na Califórnia. A diferença para os registros anteriores é que esse pode ser o primeiro relato de transmissão da doença dentro do território americano. Os demais casos da doença registrados nos EUA – 56 – os pacientes contraíram o vírus em outros países ou por meio de contato muito próximo com quem viajou.

Desse total, 12 pessoas viajaram para a Ásia e 42 estiveram no cruzeiro Diamond Princess no Japão.

Momentos antes do anúncio, o presidente Donald Trump havia afirmado que o risco representado pelo novo coronavírus aos norte-americanos era “muito baixo”. No entanto, o secretário de Saúde norte-americano, Alex Azar, fez um alerta: “O grau de risco tem potencial para mudar rapidamente. E devemos esperar ainda mais casos nos Estados Unidos”, afirmou Azar.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (26) que os cientistas do país já estão a caminho de encontrar uma vacina contra o novo coronavírus.”Falando com médicos, achamos que uma vacina pode ser desenvolvida rapidamente”, disse.

No entanto, segundo a emissora Fox News, o chefe do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas, Anthony Fauci, disse que uma vacina contra o novo coronavírus só poderia entrar em aplicação após um ano ou um ano e meio. Isso porque ela ainda dependeria de testes, desenvolvimento e produção.

O presidente ainda disse estar disposto a aprovar um orçamento superior a $2,5 bilhões nos esforços de combate ao novo coronavírus — algo ainda em discussão no Congresso entre parlamentares democratas e republicanos.

Trump também anunciou que o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, comandará o grupo de trabalho responsável por lidar com o novo coronavírus no país. Ele prometeu atuar em conjunto com as autoridades de saúde dos estados americanos.

Quais são os sintomas do coronavírus?

Os sinais e sintomas do coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem, também, causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. No entanto, o coronavírus (SARS-CoV-2) ainda precisa de mais estudos e investigações para caracterizar melhor os sinais e sintomas da doença.  Os principais são sintomas conhecidos até o momento são: febre, tosse, dificuldade para respirar.

Como prevenir o coronavírus?

O Ministério da Saúde orienta cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o coronavírus. Entre as medidas estão:

Lavar as mãos frequentemente com água e sabonete por pelo menos 20 segundos, respeitando os 5 momentos de higienização. Se não houver água e sabonete, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool.

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas.

– Evitar contato próximo com pessoas doentes.

– Ficar em casa quando estiver doente.

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo.

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

– Profissionais de saúde devem utilizar medidas de precaução padrão, de contato e de gotículas (máscara cirúrgica, luvas, avental não estéril e óculos de proteção). (Fonte: Ministério da Saúde)