Censo 2020 começa em abril e precisa de trabalhadores

U.S. Census Bureau vai começar a contagem populacional e econômica que acontece uma vez a cada década; agência abriu centenas de milhares de vagas de emprego em todo o País e candidatos bilíngues são bem-vindos

0
2777
O U.S Census Bureau abriu centenas de milhares de postos de trabalho em todo País para o Censo 2020 (Divulgação/U.S. Census Bureau)
O U.S Census Bureau abriu centenas de milhares de postos de trabalho em todo País para o Censo 2020 (Divulgação/U.S. Census Bureau)

Este ano tem censo nos Estados Unidos. A partir de 1° de abril, o U.S. Census Bureau, a maior agência estatística do País, começa a contagem que vai revelar os números correntes sobre a população e a economia americanas. Agentes vão sair em campo em todo País para coletar os dados que vão produzir uma imagem o mais fiel possível dos Estados Unidos, que será usada em pesquisas e planejamentos diversos para o futuro. Realizado a cada década, o Censo é uma determinação da Constituição dos Estados Unidos.

O Censo revela ainda informações importantes para a organização política do País. Sua contagem populacional é que determina o número de representantes (deputados) a que cada estado tem direito no Congresso, e ainda estabelece diretrizes para redesenhar os limites geográficos dos diversos distritos eleitorais.

Graças aos números do Censo é possível planejar o crescimento urbano das cidades, sua rede de transporte público, ruas e estradas, suas escolas e serviços de emergência. Também as empresas se beneficiam da contagem, ao identificarem com precisão as áreas onde podem melhor se estabelecer, de acordo com os hábitos e poder aquisitivo dos moradores. Todos os anos, o governo federal distribui mais de $675 bilhões para estados e municipalidades baseado nas informações do Censo.

Por isso é tão importante participar do Censo. Em 2020, o U.S. Census Bureau buscou facilitar ao máximo a participação. As respostas à pesquisa poderão ser dadas pessoalmente, online, por telefone e correio, e não importa o status imigratório do entrevistado. Todos devem responder ao Censo. Uma lei federal garante o sigilo de todas as informações pessoais dos entrevistados pelo Censo, inclusive sobre sua situação imigratória.  

O governo Trump tentou incluir no questionário uma pergunta sobre o status imigratório do entrevistado. A Suprema Corte rejeitou um pedido para avaliar o caso depois que um juiz federal vetou a ordem do presidente. A questão foi resolvida com uma decisão do Departamento de Homeland Security de fornecer ao U.S. Census Bureau as informações que constam em seu cadastro, como o número de identificação de estrangeiro do imigrante (alien number), país de nascimento, data da naturalização e outras. O governo espera assim obter dados mais precisos sobre a população imigrante.

Além de revelar um quadro fiel da situação sócio-econômica atual dos Estados Unidos, o Censo oferece uma ótima oportunidade de trabalho temporário para milhares. Centenas de milhares de posições precisam ser preenchidas, entre supervisores de campo, entrevistadores, assistentes de recrutamento, escriturários e outras. Candidatos bilíngues têm mais chances de serem selecionados. Visite o site de recrutamento do U.S Census Bureau para mais informações.