Comercial do Super Bowl promete arrancar lágrimas do público

Homem faz um agradecimento aos veterinários que curaram seu cachorro de estimação

0
1194
O golden retriever Scout foi salvo depois de diagnósticado em estado terminal (Foto: Reprodução Youtube)
O golden retriever Scout foi salvo depois de diagnósticado em estado terminal (Foto: Reprodução Youtube)

Os comerciais do Super Bowl são uma atração à parte, tanto que grandes empresas – como Facebook, Coca Cola, Audi, Pringles e Snickers – já reservaram seu espaço na transmissão da grande final do esporte, neste domingo. Mas uma das propagandas não será de uma multinacional ou de uma marca famosa e, mesmo assim, já figura como uma das mais comentadas deste ano. Trata-se de um comercial reservado por um homem que quer prestar uma homenagem aos veterinários que salvaram a vida de seu cachorro de estimação.

O anunciante em questão é David MacNeils, CEO de um grupo de peças de carros. Ele comprou 30 segundos de espaço no intervalo do Superbowl para agradecer os profissionais que curaram o câncer de seu animal de estimação, o golden retriever Scout, que foi diagnosticado com câncer no coração em julho do ano passado, quando tinha sete anos.

No diagnóstico inicial, em outra clínica veterinária, o dono foi avisado que o cãozinho tinha apenas 1% de chance de sobreviver ao tratamento e foi aconselhado a sacrificar o animal. “Não há absolutamente nenhuma chance de isso acontecer”, disse MacNeils aos primeiros profissionais consultados.

Ele, então, procurou os especialistas do Madison School of Veterinary Medicine, no estado de Wisconsin, que sugeriram procedimentos alternativos para tentar a cura de Scout – o que acabou acontecendo. Por conta disso, o milionário decidiu desembolsar cerca de $ 6 milhões para veicular um comercial contando a saga do cachorro e, ao final, pedindo doações para a instituição, com o objetivo que outros animais possam ser salvos.

A produção que será exibida no Super Bowl foi batizada de ‘Lucky Dog’, ou seja, ‘Cão de Sorte’ e promete até arrancar lágrimas daqueles mais sensíveis, em meio a um dos esportes mais truculentos que existe. Mas se você não quiser esperar, a versão completa do vídeo já está disponível no Youtube (https://www.youtube.com/watch?v=3c_qDzMjwfM)