Compositor brasileiro tem seu nome em filmes e séries de Hollywood

Radicado em Los Angeles, Gabriel Dib colaborou com músicas para séries como “Castle” (ABC) e “Criminal Minds”

0
2163
Gabriel Dib recebeu o Portuguese Brazilian Awards

DA REDAÇÃO – O compositor brasileiro Gabriel Dib está traçando seu caminho na área de composiçõa musical em Los Angeles, na Califórnia, desde 2013 e já colaborou com músicas para séries como “Castle” (ABC), “Criminal Minds” e “Criminal Minds Beyond Borders” (CBS) e “Señor de los Cielos”, a novela de maior audiência de todos os tempos do canal Telemundo. Entre os trabalhos de Dib para cinema estão a colaboração no filme “McFarland” da Disney estrelando Kevin Costner e no urban phenomenon “Drumline: A New Beat” para VH1. Outros trabalhos incluem colaborações para as séries “Mad Dogs” (Amazon Studios), “East Los High” (Hulu) e Halt and Catch Fire (AMC).

O brasileiro tem sua biografia em um dos maiores sites de referência audiovisual do mundo, o IMDB e recebeu no último dia 27 em New York, o o Portuguese-Brazilian Award, um prêmio internacional por seu trabalho representando a comunidade brasileira com seu trabalho em criação de música para séries e filmes em Hollywood.

Trabalhos recentes realizados pelo brasileiro para cinema e TV incluem “Our Blood is Wine”, documentário dirigido pela americana Emily Railsback e a série “171 – Negócio de Família” produção brasileira para o Universal Channel.

“Eu não tento reinventar a roda, mas eu gosto de trazer elementos distintos. Ideias que façam a música mais rica e densa, de modo que cada vez que o espectador a escute ele vá perceber novos detalhes mas ao mesmo tempo eu também gosto de escrever música que é fácil de digerir, assim o público pode lembrar da música depois. Densidade e simplicidade.” Dib disse.

Baseado em Los Angeles, California, Gabriel Dib veio aos Estados Unidos em 2011 para um mestrado MFA in Film Scoring na Columbia College Chicago. Antes disso Dib vivia em São Paulo, Brasil, onde ele nasceu. Dib esperou seis meses pela primeira oportunidade como assistente de produção musical, mesmo tendo 10 anos de experiência no Brasil. Essa oportunidade só foi possível porque o ele trabalhou como assistente do renomado compositor de Hollywood Paul Haslinger.