Compra de viagra e próteses penianas por militares brasileiros vira piada em talk show dos EUA

"É especialmente constrangedor para Bolsonaro, que frequentemente se gaba de sua virilidade”, disparou o apresentador Stephen Colbert sobre o presidente referir-se a si mesmo como “imbrochável”. “Isso vai ensina-lo a não ser tão arrogante”, falou o americano em meio à risadas da plateia

0
1070
Aquisição de do Ministério da Defesa de 35 mil comprimidos de Viagra e próteses penianas arrancou risos da plateia no The Late Show, de Stephen Colbert (foto: Reprodução)

Os gastos excessivos do exército brasileiro com viagras e próteses penianas foi motivo de piada no programa The late show with Stephen Colbert, que foi ar em todos os EUA na noite desta quinta-feira (14). “Os opositores de Bolsonaro descobriram que o governo comprou dezenas de milhares de pílulas para impotência”, disparou Colbert, completando: “O lado bom é que os soldados brasileiros não precisam mais de suas baionetas. E estão armando suas barracas mais rápido do que nunca”.  O apresentador destacou a justificativa do governo de que as pílulas haviam sido adquiridas para tratamento de hipertensão pulmonar. Entretanto, cientistas contestaram a versão informando que a droga empregada no tratamento da enfermidade possui dosagem de 20 mg. No entanto, compra feita pelos militares foi de 25 e 50 mg, usados em casos de disfunção erétil. “É especialmente constrangedor para Bolsonaro, que frequentemente se gaba de sua virilidade”, disparou Colbert em referência ao fato de o presidente chamar a si mesmo de “imbrochável”.  “Isso vai ensina-lo a não ser tão arrogante”, falou o americano em meio à risadas da plateia. Veja vídeo abaixo:

https://twitter.com/marinabragaa/status/1514581595541417986