CONEXÃO UF | Conheça os novos colunistas da parceria UF & AcheiUSA: Yasmin e Eric

0
1198
Yasmin Faco Araujo e Eric Marsh
Yasmin Faco Araujo e Eric Marsh

A Universidade da Flórida (UF), em Gainesville, acaba se ser promovida à 5ª posição entre as melhores universidades públicas dos Estados Unidos. A UF busca internacionalizar-se cada vez mais. Em entrevista recente ao AcheiUSA, o atual reitor comentou sobre a importância do Brasil e da comunidade brasileira na Flórida para a UF

O nosso Programa de Português é renomado e inovador. Oferecemos aulas de literatura, linguística e estudos culturais, assim como aulas voltadas para fins profissionais e programas de intercâmbio no Brasil. Os alunos estagiários foram selecionados pela sua dedicação à aprendizagem da língua portuguesa, seus interesses acadêmicos relacionados ao Brasil e suas experiências com a comunidade brasileira na Flórida. Acompanhem a nossa coluna “Conexão UF” aqui no AcheiUSA.

Yasmin Faco Araujo

Oi, gente! Meu nome é Yasmin Faco Araujo e tenho 21 anos. Estou no meu último ano de faculdade na Universidade da Flórida. Estudo Microbiologia e Português, e quero um dia ser uma pediatra porque sou apaixonada por crianças. No meu tempo livre, gosto de jogar vôlei, passar tempo com as minhas amigas e ler.

Minha conexão com o Brasil vem de muito tempo. Nasci em Fortaleza, Ceará, mas minha família se mudou para os Estados Unidos quando eu tinha cinco anos. Apesar de terem se mudado para um país completamente novo, meus pais sempre colocaram ênfase em manter a cultura brasileira dentro de casa. Isso significa que fui criada com muito arroz e feijão, forró e futebol. Português era o idioma do lar, e os meus pais sempre foram ótimos em me ensinar como falar e entender a língua. Mas, apesar de eu ter essa conexão tão forte com a minha cultura, sempre quis saber mais de onde eu vim. Portanto, decidi estudar português e cultura brasileira quando cheguei na faculdade. Tive a oportunidade de ser parte de aulas que abriram os meus olhos a história do brasil e ao povo brasileiro. Tive também a chance de fazer uma aula sobre o Nordeste, onde aprendi sobre eventos, autores e músicos da região. Essa aula fez com que eu me sentisse mais próxima a minha família do Brasil. Tenho esperança de voltar para o Brasil um dia, conhecer mais o país e ter a oportunidade de construir uma clínica na cidade onde eu nasci para poder ajudar as pessoas que fazem parte da comunidade de onde eu vim. 

Estou muito ansiosa por ter essa oportunidade de escrever e ser parte desta coluna este ano. Espero que escrever sobre casos que são importantes para mim aumente mais ainda a minha paixão pelo português. Espero também que vocês gostem do que eu tenha a dizer. Até logo!  

Eric Marsh

Olá! Meu nome é Eric Marsh, e estou no meu último ano de estudos aqui na UF. Estudo Economia e Línguas Latino-americanas com especializações na Gestão de Negócios e Estudos Latinoamericanos. Tenho 21 anos e moro na Flórida desde que tinha cinco. Apesar de ser de New Jersey (e tenho muito orgulho deste fato), eu adoro morar na Flórida e o ambiente multicultural que o estado proporciona. 

Meu interesse em português e no Brasil aconteceu por um feliz acaso no meu penúltimo ano de ensino médio. No ano anterior, comecei a fazer parte de uma organização estudantil que promovia a saúde mental nas escolas. Uma das outras alunas da organização é hoje a minha melhor amiga que nasceu em Belo Horizonte e, naquela altura, só tinha se mudado para os Estados Unidos fazia uns meses. Ela ofereceu me ensinar português depois das reuniões da organização. As lições rapidamente tornaram-se conversas engraçadas sobre a cultura popular brasileira, e foi então que eu desenvolvi um interesse bem forte no Brasil e na sua cultura. Depois dum ano destas lições bem informais, eu resolvi aprender a língua formalmente e desde o meu primeiro ano na faculdade eu faço aulas de português na UF.

Depois de me formar, gostaria de trabalhar no Sul da Flórida em uma profissão que junte os meus interesses de economia e línguas latino-americanas antes de exercer uma função diplomática entre os EUA e a América Latina. Mais que nada, um dia quero um trabalho que me permita viajar por todo o mundo, em particular para o Brasil. Por causa da pandemia, não pude estudar lá durante os meus estudos de graduação. Porém, tenho a meta de recuperar esta oportunidade perdida o mais rápido possível. Sem dúvida, aprender idiomas é uma das minhas paixões na vida, e quero aprender quantos puder ao longo da minha carreira. Porém, o português sempre vai ser o meu favorito por ser parte da relação entre eu e a minha amiga da escola.

Neste semestre, eu gostaria de compartilhar mais sobre o que aprendi nesses últimos quatro anos sobre a vida dos alunos hoje em dia e os encontros culturais do cotidiano no nosso estado. Espero que vocês gostem das minhas colunas! 

Texto produzido por Eric Marsh e Yasmin Faco Araujo (University of Florida) –, com supervisão da Professora Andréa Ferreira e redação do AcheiUSA.