CONEXÃO UF | Dez dicas úteis para melhorar sua memória e motivação durante a pandemia

0
1178

Olá, pessoal! Vivemos a pandemia há um ano, mas para mim e muitas outras pessoas que eu conheço, ainda está difícil lidar com essa nova realidade. Hoje em dia, tudo é feito na internet, no Zoom ou por telefone. Para alunos universitários, neste último semestre, tudo estava online e foi uma grande mudança. Eu, por exemplo, tive dificuldades em me concentrar e de ir bem nas minhas aulas. Percebi que estava tentando fazer aula online do mesmo jeito que eu fazia aula em pessoa. Depois de perceber isso, comecei a pensar no que fazer para me adaptar e aproveitar melhor as aulas online. Muitas dessas mudanças de hábito vieram de conhecimentos que adquiri nas minhas aulas de psicologia, e dão certo. Vou compartilhar essas dicas com vocês e espero que possam ser úteis de alguma forma.

São recomendações sobre como melhorar a memória e sobreviver este período tão estranho que estamos passando. Aliás, essas orientações servem para todas as idades e etapas da vida, assim como para qualquer época e não só durante uma pandemia.

Dicas para a memória:

1. Relacione novas informações a você e ao que você já conhece

Para melhorar sua memória, tem um truque muito útil. Ao receber uma nova informação, tente relacioná-la a você ou a algo já conhecido. Normalmente lembramos do que é importante para nós. É necessário para nosso bem estar, e podemos usar esta técnica para nos ajudar a recordar. Então, se você precisa lembrar de uma nova teoria, veja como a teoria pode ser aplicada a você. 

2. Teste o seu conhecimento

Tente se questionar depois de aprender algo novo. Esta é uma ótima técnica para lembrar de informações em longo prazo. Requer um pouquinho mais de esforço para criar perguntas e respondê-las em vez de só ler ou ver a informação. Esse esforço a mais leva a uma participação mais ativa durante o estudo, ao invés de passiva. Lidar ativamente com novos dados e praticar a sua capacidade de resgatá-los sob demanda, é o que ajuda a estabelecer um ponto de memória e a recordar de outras informações no futuro.

3. Não deixe tudo para a última hora

Se você precisa lembrar de alguma informação para uma prova ou uma apresentação, não deixe toda a memorização para a última hora. Divida o seu trabalho ao longo do tempo. Se você estuda tudo em só uma sessão, terá mais dificuldade de reter as informações porque você não foi exposto ao material o suficiente. Estudar tudo em um dia também pode gerar um excesso de confiança, pois você pensa que vai lembrar tudo, quando isso apenas acontece porque a matéria acabou de ser vista. Pesquisas mostram que quanto mais vezes você é exposto e tenta recordar informação, mais fácil é a aprendizagem. E isto serve para idade e situação.

4. Planeje bem o seu dia e inclua momentos de descanso

Antes da COVID-19, minha rotina era previsível. Pegava o ônibus para chegar ao campus universitário, ia para minhas aulas e reuniões, e depois encontrava com amigos para relaxar. Essa rotina deixou de existir quando a pandemia começou e muitas das minhas responsabilidades foram virtualizadas. Passei a ter a opção de fazer minhas tarefas sem um horário definido, o que criou uma falta de motivação imensa. Por isso, planejar o seu dia e criar uma nova rotina são fundamentais para que você saiba o que fazer com seu tempo. É mais fácil trabalhar quando você sabe que tem um cronograma que precisa ser seguido, em vez de pensar, ‘ah, posso fazer tal coisa a qualquer hora.’ E é extremamente importante incluir momentos de descanso no seu dia a dia. A média de tempo que uma pessoa pode se concentrar numa tarefa é de 25 minutos. Para trabalhar por mais tempo e mais concentração, devemos descansar por cinco minutos logo em seguida. Aqui nos Estados Unidos, chamamos isto de método pomodoro (igual ao molho de macarrão).

5. Tenha expectativas realistas

Um aspecto importante é estimar o tempo que você acha que uma certa tarefa vai levar. Pessoalmente, sempre acho que vou fazer minhas tarefas mais rápido do que eu acabo fazendo. Então, quando faço minha programação sempre cálculo o dobro de tempo. Isto basta para alguns, mas outros precisam triplicar o tempo. Isso não é uma desculpa para prolongar o tempo necessário para terminar uma tarefa, mas apenas para criar um cronograma realístico e personalizado.

6. Divida afazeres em pequenas tarefas 

Grandes projetos são assustadores. Parecem insuperáveis e quando algo parece insuperável, a resposta mais comum é procrastinar para não ter que enfrentar o monstro. Quanto mais tempo você evita a obrigação, mais estresse você vai ter. Dividir um projeto ou tarefa transforma os monstros em bichinhos. Quando fazemos o que nos agrada, temos a tendência de agir assim. Comer, por exemplo, é uma dessas atividades. Afinal de contas, é de grão em grão que a galinha enche o papo.  Fazer isto com projetos menos agradáveis terá o mesmo efeito e resultaria na atividade sendo concluída em menos tempo.

7. Priorize o que precisa ser feito

Quando estiver planejando seu dia, certifique-se que está priorizando as tarefas que são mais importantes. Não gaste tempo com outras questões. Pode parecer que você teve um dia produtivo, mas você procrastinou o que precisava ser feito. O que eu faço é escrever uma lista de tudo que preciso fazer, e depois classificar as tarefas por sua ordem de importância, e tento fazer as tarefas nessa ordem.

8. Mas se você está tendo dificuldades em começar, comece com uma tarefa pequena

Muitas vezes, a pior parte é começar. Assim sendo comece com algo pequeno. Claro, você deve fazer suas responsabilidades mais importantes em primeiro lugar, mas se essas tarefas forem muito complicadas, comece com algo mais fácil e divertido. Por exemplo, um ato simples como fazer a cama. Este ato simples feito imediatamente depois de acordar motiva a completar outros atos mais difíceis durante o dia. E depois desta primeira tarefa, mude seu foco para os itens mais difíceis. 

9. Facilite sua vida 

Muitas vezes são os pequenos obstáculos que nos impedem de cumprir nossas responsabilidades. Por exemplo, se você precisa fazer exercício físico e quer sair para correr, mas não está achando seus tênis, daí você pensa, ‘ah vou deixar para outro dia.’ Então, facilite a sua vida. Certifique-se que tudo que seja necessário esteja por perto, pois ajudará a manter a motivação para cumprir suas responsabilidades. Coloque tudo que você vai precisar em lugares acessíveis, e retire o que pode ser uma distração para você, como seu celular, livros, etc.

10. Conte com seus amigos

É difícil seguir todos esses passos, porém, um sistema de apoio ajuda muito. Um amigo ou alguém que está em uma situação semelhante pode te encorajar e auxiliar a manter o foco no seu trabalho. Isto pode ser feito com atitudes simples como: trabalhar com você, perguntar sobre o progresso que você fez e falar algumas palavras positivas. Com ajuda dos seus colegas, se motiva a fazer algo que não gosta. 

É isso, pessoal. Espero que estas dicas sejam úteis e ajudem a manter o foco e a motivação. Força!

Texto produzido por Victoria Chbane, com supervisão da Professora Andréa Ferreira e da redação do AcheiUSA.