Copa América começa no domingo

0
579
Tite, chamado de “comunista”, esteve ameaçado de demissão pela cúpula da CBF (Foto: CBF)
Tite, chamado de “comunista”, esteve ameaçado de demissão pela cúpula da CBF (Foto: CBF)

A controvertida Copa América começa no domingo (13) com a partida entre Brasil e Venezuela no Estádio Mané Garrincha, na Capital Federal, às 18 horas (horário de Brasília), em jogo válido pelo Grupo B do torneio. Além destas duas seleções, integram este grupo as seleções de Colômbia, Equador e Peru. No Grupo A, estão Argentina, Uruguai, Chile, Paraguai e Bolívia.

Essa seria a abertura de um evento esportivo normal. Todavia, a Copa América 2021 nada tem de normal. O que seria um torneio entre seleções sul-americanas ganhou contornos políticos e econômicos inimagináveis, por causa de uma polêmica envolvendo o Brasil e toda América do Sul.

Vamos por partes. Em primeiro lugar, acho a disputa desta competição totalmente dispensável. Em primeiro lugar, foram disputadas duas Copa América em dois anos seguidos, 2015 e 2016, ambas vencidas pelo Chile, e outra em 2019, que teve o Brasil como campeão. Esta última, aliás, disputada em nosso país. A próxima seria jogada em duas sedes – Colômbia e Argentina – no ano passado, a fim de alinhar o calendário com a Eurocopa. Como muitos jogadores sul-americanos jogam em clubes europeus, não haveria dificuldade em liberar os atletas porque os europeus também estariam jogando sua competição inter-seleções.

Pandemia maldita

Entretanto, o ano de 2020 trouxe com ele uma convidada inesperada e detestada por todos os países: a epidemia da covid-19. Desta maneira, optou-se pelo adiamento do evento de 2020 para 2021 (a exemplo dos Jogos Olímpicos de Verão em Tóquio). E, de fato, a Eurocopa será jogada nos campos europeus, com a final marcada para o Estádio de Wembley em Londres.

Porém, a Colômbia enfrentou recentemente protestos contra o governo e o clima político do país se tornou instável a ponto de os organizadores desistirem de ser uma das sedes. Coube então à Argentina sediar o evento sozinha. Contudo, o aumento no número de casos (e de mortes) por causa da covid-19 fez com que o governo argentino abdicasse de sediar o evento.

De repente, a Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) ficou em uma sinuca de bico. Restou aos dirigentes da Conmebol apelar para os outros membros a fim de solucionar o problema. Um telefone de Alejandro Dominguez (presidente da Conmebol) para Rogério Caboclo (o então presidente da CBF) pedindo socorro resolveu parcialmente o problema. A principal entidade de futebol do país decidiu ajudar a Conmebol e sediar a Copa América 2021. Ora, o Brasil tem diversos estádios, boa infraestrutura e um sistema de comunicação de primeiro mundo. Imediatamente, o presidente Jair Bolsonaro aprovou a realização do evento em território brasileiro.

Guerra ideológica

Essa decisão desencadeou uma guerra ideológica entre os brasileiros. Os partidários de Bolsonaro apoiaram a decisão e argumentam que não há motivos para a realização da Copa América em solo brasileiro uma vez que o calendário futebolístico comporta disputas do Campeonato Brasileiro, da Copa do Brasil, da Taça Libertadores da América e da Copa Sul-Americana. Ou seja, basta seguir os protocolos que nada de mal acontecerá – mesmo com a vinda das delegações dos outros países.

Do outro lado, os oposicionistas tentam a todo custo inviabilizar a realização do evento. Para eles, não faz sentido sediar a Copa América 2021 em um momento em que a pandemia ainda está bastante ativa no país, causando quase 480 mil mortes. Realmente, concordo com este pessoal. Embora reconheça que o torneio não deverá provocar uma aceleração no processo de contaminação, aceitar esta incumbência é fora do tom.

Ora, este socorro apenas favoreceu os dirigentes da Conmebol que já receberam dinheiro proveniente de cotas de patrocínio e de direitos de transmissão do evento e, obviamente, não querem devolver aos credores. 

SBT transmitirá o torneio no Brasil

Alguns patrocinadores do torneio, como a Mastercard, já manifestaram sua desaprovação e não patrocinarão esta Copa América. 

A comissão técnica e os jogadores divulgaram um manifesto no qual afirmam ser contrários à realização do torneio e até ameaçaram não participar. Entretanto, tudo ficou apenas na ameaça e eles jogarão a competição sob protesto. A partir daí, espalhou-se que o técnico Tite é esquerdista e teria se recusado a tirar uma foto com o presidente Bolsonaro. Rogério Caboclo, presidente afastado da CBF, segundo rumores, teria prometido a Jair Bolsonaro demitir Tite e substituí-lo por Renato Portaluppi, que seria bolsonarista.

Por fim, a emissora responsável pela transmissão da Copa América será o SBT. Como o ministro das Comunicações é Fabio Faria, casado com Patricia Abravanel, filha de Silvio Santos, dono do SBT, alguns detratores acusam a Rede Globo de Televisão de bombardear o evento por ter perdido o direito de transmitir o evento.

Só mesmo por motivos ideológicos Tite seria dispensado do comando da Seleção Brasileira. Sob seu comando, o Brasil lidera as eliminatórias da Copa do Mundo Catar 2022, com 100% de aproveitamento. Em seis partidas, obteve seis vitórias, assinalou 16 gols e sofreu apenas 2.  

Na última rodada, venceu o Equador em Porto Alegre por 2 a 0, e bateu o Paraguai em Assunção pelo mesmo placar, quebrando um tabu de 36 anos. Ou seja, desde 1985 o Brasil não conseguia vencer a seleção paraguaia no Estádio Defensores del Chaco.

Copa do Brasil 

Definidos quase todos os classificados às oitavas de final da Copa do Brasil. Os adversários e as ordens dos jogos serão determinados por sorteio na sede da CBF.

Santos e São Paulo estão nas oitavas

Na tarde da terça-feira (8), o Peixe venceu o Cianorte por 1 a 0 e confirmou a vaga na próxima fase do torneio, algo que já estava encaminhado desde o triunfo por 2 a 0, semana passada, no Paraná. O único gol da partida foi marcado por Marcos Guilherme. 

O São Paulo superou o 4 de Julho após dois duelos e avançou às oitavas de final da Copa do Brasil. Até aí, tudo normal. No entanto, a classificação teve roteiro com mais reviravoltas do que se imaginava para o Tricolor, que goleou por 9 a 1 na noite da terça-feira (8), no Morumbi, depois de ter perdido o jogo de ida da terceira fase por 3 a 2, no Piauí. 

Quarta-feira de surpresas!

A noite de quarta-feira (9) reservou várias surpresas para os torcedores. Tudo começou no jogo da tarde realizado em Natal. Depois de perder o jogo de ida por 3 a 1, o ABC conseguiu reverter o resultado em casa e aplicou 3 a 0 na Chapecoense no Frasqueirão. 

Vasco sofre, mas se classifica

Foi mais sofrido do que a torcida esperava, mas o Vasco está classificado para as oitavas de final da Copa do Brasil. Na tarde da quarta-feira, o time saiu atrás do Boavista, que marcou no primeiro tempo com Michel Douglas, mas empatou na etapa final com Germán Cano. Como venceu o jogo de ida, o time de Marcelo Cabo avançou de fase.

Bahia volta a vencer e está na próxima fase 

Até os 35 do segundo tempo, o goleiro Georgemy era o personagem principal da história de Bahia x Vila Nova pelas belas defesas que garantiam, até ali, um empate em 0 a 0 no estádio de Pituaçu. O resultado bastava para o time baiano seguir para as oitavas de final. Mas foi em uma falha de Georgemy, salvador de um recuado Tigre diante de chutes do Tricolor, que Gilberto marcou o único gol da partida.

Maior zebra da rodada

A derrota o Palmeiras para o CRB de Alagoas por 1 a 0 em pleno Allianz Parque e sua desclassificação após a série de pênaltis foi considerada a principal surpresa da rodada. Afinal, o atual campeão da Copa do Brasil havia vencido o adversário por 1 a 0 em Maceió e precisava apenas de um empate para se garantir na outra fase. Entretanto, o time alagoano abriu o placar com Ewandro, aos 7 minutos do primeiro tempo e segurou o resultado. A decisão foi para a série de pênaltis, com o Verdão derrotado por 4 a 3 e dando adeus à competição.

Cruzeiro é derrotado e demite técnico

O Cruzeiro, maior vencedor da Copa do Brasil, com seis conquistas, viveu o mesmo drama palmeirense. Após ter vencido o Juazeirense no Mineirão no jogo de ida por 1 a 0, foi derrotado na Bahia pelo mesmo placar. Depois de passar por Sport e Volta Redonda, a Juazeirense alcançou o maior feito da sua história: na terceira fase da Copa do Brasil, eliminou o Cruzeiro (maior campeão da competição, com seis títulos). Venceu por 3 a 2 nos pênaltis e derrubou a Raposa, que ampliou o momento ruim com a demissão de Felipe Conceição.

Fluminense perde, mas passa de fase

O Fluminense sofreu a virada, perdeu por 2 a 1 para o Bragantino, mas avançou às oitavas de final da Copa do Brasil. Após vencer o primeiro jogo por 2 a 0, no Maracanã, o Tricolor podia perder até por um gol de diferença na noite de quarta-feira (9), no Estádio Nabi Abi Chedid. Dito e feito.

Gol relâmpago garante vaga ao Furacão

Com um gol relâmpago, o Athletico venceu o Avaí por 1 a 0 e garantiu a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil de 2021 – o jogo de ida tinha sido 1 a 1. Vitinho marcou, logo aos 32 segundos do primeiro tempo, o único gol da noite de quarta-feira (12), na Arena da Baixada. 

Time de Paulo Baier classificado

O Criciúma está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Na noite de quarta-feira (9), no estádio Heriberto Hülse, o clube catarinense venceu o América-MG nas penalidades e carimbou o passaporte para a próxima fase da competição nacional. 

Calvário do Timão não tem fim

O empate por 0 a 0 em Goiânia foi suficiente para o Atlético-GO eliminar o Corinthians e confirmar a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil. A boa vantagem adquirida no jogo de ida da terceira fase (vitória por 2 a 0, em Itaquera) foi suficiente para o Dragão.