Covid-19: AstraZeneca suspende testes da vacina após voluntário apresentar reação “séria”

A pausa nos testes da vacina abrange os EUA e outros países onde o medicamento estava sendo testado em sua fase final como Reino Unido, Brasil e África do Sul

0
1032
Para vacinar é preciso apresentar documento de identificação (foto: pixabay)
Para vacinar é preciso apresentar documento de identificação (foto: pixabay)

O laboratório AstraZeneca decidiu fazer uma “pausa voluntária” mundial nos testes finais da vacina contra a covid-19 que desenvolve em parceria com a Universidade de Oxford.

A razão é que um dos voluntários do estudo apresentou uma “reação adversa séria” não explicada.

“Esta é uma medida de rotina, que deve ser tomada sempre que há uma reação potencialmente inexplicada em um dos testes, enquanto ela é investigada, o que garante a manutenção da integridade dos ensaios”, assinalou o laboratório.

“Durante testes em larga escala, às vezes ocorrem reações que devem ser analisadas de forma independente”, explica a nota.

Segundo o jornal The New York Times o voluntário que apresentou os possíveis efeitos colaterais foi inscrito no Reino Unido.

Uma pessoa próxima do caso, ouvida pelo NYT sob anonimato, disse que o voluntário recebeu o diagnóstico de mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal e costuma ser desencadeada por infecções virais. A mielite transversa aguda pode se desenvolver em pessoas que têm certas doenças, como esclerose múltipla, neuromielite óptica, doença de Lyme ou lúpus, ou que tomem certos medicamentos.

Ainda não se sabe se o diagnóstico feito no voluntário está diretamente relacionado com a vacina da AstraZeneca.

Um porta-voz do laboratório confirmou que a pausa nas vacinações abrange os testes nos EUA em outros países. 

No mês passado, a AstraZeneca começou a recrutar 30 mil pessoas nos EUA para o seu maior estudo da vacina, que também está sendo testada em milhares de pessoas no Reino Unido, Brasil e África do Sul.