Criança de dois anos morre depois de ser deixada em carro por horas em Homestead

Motorista encarregada de levar a menina para o daycare foi presa e disse que “não foi intencional”

0
2356

Uma mulher foi presa acusada de homicídio culposo – quando não há intenção de matar – por ter deixado uma criança por mais de sete horas dentro de um carro trancada em Homestead (FL). A menina identificada como Jocelyn Mendez, morreu.

Segundo informações da polícia, Juana Perez-Domingo recebia $40 por semana para levar a criança para o daycare. Na sexta-feira (16), ela buscou a criança em casa às 6:30am e a mãe estranhou porque o veículo estava sem a cadeirinha de segurança. A motorista disse para a mãe que ia dirigir uma distância curta e que a colocaria na van para levá-la para a escola.

A ocorrência policial informa que Juana se distraiu e acabou ‘esquecendo’ a criança no veículo por mais de sete horas. A temperatura do lado de fora era de mais de 90 Fahrenheit.

Quando ela se deu conta que a criança ainda estava no carro, em vez de ligar para a emergência, ela ligou para a mãe da menina para informá-la que Jocelyn estava morta.

A motorista não tinha carteira de motorista e nem licença para transportar crianças.

Essa é a segunda criança a morrer por ter sido deixada por horas dentro de um carro na Flórida, de acordo com a organização Kids and Car Safety. A ONG luta para que uma legislação obrigue que veículos já saiam de fábrica com um dispositivo para alertar o motorista que há um passageiro na parte de trás.

Oitocentas e noventa crianças já morreram nos EUA por esta razão desde 1998.