Cubano tenta chegar aos EUA em prancha de windsurf para conseguir tratamento médico

Instrutor de mergulho se arriscou no mar em uma prancha mesmo debilitado por câncer no intestino

0
2744
Homem foi resgatado em prancha de windsurf no mar (Foto Guarda Costeira)

Um instrutor de mergulho de 48 anos tentou chegar aos Estados Unidos vindo de Cuba em uma prancha de windsurf para buscar tratamento para um câncer no intestino.

A Guarda Costeira o resgatou em sua prancha a 15 milhas de distância de Islamorada. Parentes de Elian López disseram que ele dá aulas de mergulho, scuba diving e é treinador de windsurf em Varadero, Cuba.

Segundo familiares do instrutor, Elian tem uma bolsa de colostomia. “Ele precisa de tratamento urgente para a sua condição por isso ele está desesperado. O regime totalitário nesta ilha está levando todos os cubanos a uma situação de completo desespero”, disse uma prima de Elian ao site Change.org.

De acordo com a Guarda Costeira, o imigrante estava com um colete salva-vidas e estava com um sistema de GPS e telefone ativos. Ele foi levado para o hospital para avaliação médica.

Familiares e organizações pró-imigrantes estão fazendo um apelo para que Elian consiga tratamento médico nos Estados Unidos. Não há informações do governo se ele vai ficar ou se será deportado para Cuba.