Democratas acusam diretor de imigração de racista

Deputada da Flórida disse que Trump e Cuccinelli só querem caucasianos na América

0
953
Debbie Wasserman Schultz, da Flórida. criticou a política de imigração nos Estados Unidos (Foto: Flickr)
Debbie Wasserman Schultz, da Flórida. criticou a política de imigração nos Estados Unidos (Foto: Flickr)

O diretor provisório da USCIS, Ken Cuccinelli, foi chamado de racista durante audiência em uma subcomissão do Capitólio americano. Maior autoridade de imigração nos Estados Unidos, ele foi questionado sobre a decisão da agência de proibir a permanência na América de indocumentados com sérias condições médicas durante o tratamento. No momento mais tenso da reunião, a deputada democrata Debbie Wasserman Schultz, da Flórida, acusou Cuccinelli de racista.

“Você e o presidente só querem caucasianos neste país e estão seguindo com essa ideologia supremacista branca a todo o custo”, disse a deputada. Impassível, o diretor de imigração limitou-se a dizer que a afirmação da congressista sobre ele próprio era “falsa”. Quanto o fim da política em benefício de imigrantes enfermos, Cuccinelli garantiu que assume toda a responsabilidade da decisão e que não houve interferência da Casa Branca. Ele, inclusive, está sendo cotado para ocupar o cargo de secretário de Segurança Interna, que tem status de ministro.

O diretor do ICE, Matt Albence, também participou da audiência e admitiu que ficou surpreso ao receber o informe do USCIS sobre o assunto. “Sugerir que a agência teve algum papel nesse processo é impreciso e irresponsável”, afirmou o diretor da polícia de imigração. Segundo participantes da reunião, Cuccinelli e Albence não trocaram muitas palavras, o que expôs uma certa diferença de opiniões sobre a política de imigração.