Departamento de Defesa dos EUA cria grupo para investigar OVNIs

Ano passado, o Pentágono lançou três vídeos feitos por agentes da Marinha mostrando encontros com fenômenos aéreos não identificados

0
361
Captura de tela de um vídeo de
Captura de tela de um vídeo de "fenômenos aéreos não identificados" do Departamento de Defesa, feito em 28 de abril de 2020 (AFP/Handout)

O U.S Department of Defense está intensificando os esforços para investigar a presença de objetos voadores não identificados (OVNIs) em espaço aéreo restrito. Segundo anunciou o órgão nesta terça-feira (23), será criado um grupo de trabalho específico para tratar deste assunto. A decisão veio após o governo dos EUA divulgar um relatório que menciona a observação de 144 OVNIs.

De acordo com o relatório, dos 144 apenas um foi identificado – um “balão grande e murcho”. Quanto aos outros, as autoridades disseram que permanecem inexplicados.

Kathleen Hicks, sub-secretária do Departamento de Defesa afirmou em comunicado que a presença destes fenômenos voadores representa potencial risco de segurança para a aviação e cria preocupações sobre a segurança nacional do país. Especula-se que Washington esteja particularmente preocupado com a capacidade de espionagem da China usando drones ou outros meios aéreos.

O “Grupo de Identificação e Sincronização de Gerenciamento de Objetos Aéreos” ou AOIMSG, na sigla em inglês, substitui a “Força-Tarefa de Fenômenos Aéreos Não Identificados” criada em agosto de 2020 e então confiada à Marinha.

O futuro diretor do AOIMSG, que ainda não foi nomeado, vai sincronizar as atividades nesta área e os serviços de inteligência americana.