Depois de 18 anos, morre um bebê por sarampo em Manaus

A criança não havia tomado a vacina tríplice viral contra sarampo, rubéola e caxumba

0
3214
De acordo com o órgão, desde o início de março deste ano, já houve 2.231 notificações de suspeita de infecção pelo vírus Morbilivirus
De acordo com o órgão, desde o início de março deste ano, já houve 2.231 notificações de suspeita de infecção pelo vírus Morbilivirus

Um bebê de sete meses morreu de complicações por sarampo em Manaus na quinta-feira (5). De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) é a primeira morte causada pela doença em 18 anos na capital. Na região Norte, Amazonas e Roraima enfrentam surto da doença.

A criança não havia tomado a vacina tríplice viral – contra sarampo, rubéola e caxumba – ainda, pois a primeira dose deve ser administrada aos 12 meses de vida e a segunda aos 15 meses.

Com outros 270 casos confirmados da doença somente em Manaus e com a comprovação de surto em todo o estado pelo Ministério da Saúde, a Semsa informou que a procura pela imunização aumentou. De acordo com o órgão, desde o início de março deste ano, já houve 2.231 notificações de suspeita de infecção pelo vírus Morbilivirus.

“Esse crescimento no número de casos suspeitos aumenta a possibilidade de disseminação para outros estados do país e coloca em risco os compromissos para manutenção da certificação da eliminação da circulação do vírus do sarampo nas Regiões das Américas”, informou a secretaria por meio de nota.