Depois de 20 anos nos EUA, homem é detido durante visita de rotina ao ICE em Tampa (FL)

Wilfredo Alvarez tem filha com síndrome rara e fazia check-ins na Imigração há seis anos

0
1672
Wilfredo tem uma filha com síndrome rara e foi preso pelo ICE (Foto Arquivo Pessoal)

Há seis anos, o hondurenho Wilfredo Alvarez tem comparecido com seu advogado ao escritório do Departamento de Homeland Security (DHS) em Tampa (FL) para check-ins de rotina. Na última terça-feira (2), em uma de suas visitas ao DHS, ele foi surpreendido por agentes de imigração e acabou detido.

Segundo o advogado de Alvarez, o imigrante é um cidadão exemplar e teria tudo para receber o green card, mas o governo se recusa a ouvir seu caso. Ele gravou um vídeo de 30 segundos de seu cliente antes que ele fosse levado pelos agentes. Em espanhol, Alvarez pede que a família não se preocupe e que tudo vai dar certo.

“Ele está nos EUA há 20 anos. Não há condenações contra ele, que sempre compareceu a todas as audiências na Corte e aos check-ins no DHS”, disse Emel Ersan, advogado do hondurenho. Há 20 anos, Alvarez recebeu uma ordem de deportação e esta foi a razão alegada para sua prisão.

Todas as vezes que Alvarez compareceu para o check-in, os agentes estendiam seu pedido de permanência com base em uma estadia humanitária. Ele é provedor da família e tem uma filha de quatro anos de idade com uma síndrome rara.

Questionado sobre a prisão, o ICE informou que o foco é prender imigrantes que representem ameaça à segurança pública. Entretanto, o ICE não deixa de prender imigrantes que estão nos Estados Unidos ilegalmente. “Todas as pessoas que estão no País ilegalmente estão sujeitas à deportação”, informou o ICE.

Alvarez tem dois restaurantes que dá emprego a outras quatro famílias.