Deputado britânico morre após ser esfaqueado dentro de igreja na Inglaterra

Parlamentar do Partido Conservador estava reunido com eleitores quando foi atacado

0
612
David Amess tinha 69 anos (foto: AP)

O deputado britânico David Amess, do Partido Conservador de Leigh-on-Sea, no leste da Inglaterra, foi declarado morto nesta sexta-feira (15), após ter sido esfaqueado várias vezes durante um encontro de rotina com seus eleitores dentro de uma igreja.

Um homem de 25 anos que não teve a identidade revelada foi preso no local, suspeito de ser o autor do ataque.

John Lam, um vereador da cidade, afirmou que ,após ser esfaqueado, Amess ficou mais de duas horas dentro da igreja antes de ser o levado a um hospital, e que a situação era “extremamente séria”. A morte foi anunciada momentos depois.

Ele tinha 69 anos e era membro do Parlamento britânico desde 1983.

Atos de violência contra políticos britânicos são raros, mas as preocupações têm aumentado nos últimos anos em meio à crescente polarização política no país.

Em junho de 2016, a legisladora Jo Cox, do Partido Trabalhista, foi morta a facadas e tiros em seu distrito eleitoral no norte da Inglaterra. Um extremista de direita foi condenado pelo assassinato.

O viúvo dela, Brendan Cox, se manifestou nesta sexta-feira sobre a morte de Amess. “Atacar nossos representantes eleitos é um ataque à democracia em si. Não há desculpas nem justificativas. É tão covarde quanto parece”, escreveu ele no Twitter. Com informações da AP.