Comunidade Manchete

Deputado de New York filho de brasileiros pede desculpas por mentir em currículo

Politicos do Partido Democrata pedem a renúncia do recém-eleito parlamentar por fraude eleitoral

George Santos, 34, e filho de uma carioca com um mineiro (foto: Divulgação)

Após uma reportagem do jornal The New York Times denunciar que o deputado George Santos, do Partido Republicano de New York, mentiu sobre sua formação acadêmica e profissional, ele admitiu o erro e pediu desculpas. Em seu currículo, Santos alegou ter graduações em finanças e em economia pela Baruch College e pela New York University, além de ter trabalhado nos bancos Citigroup e Goldman Sachs.

Os repórteres entraram em contanto com as universidades, que relataram desconhecer um aluno com este nome e nascido em 22 de Julho de 1988. Em entrevista ao New York Post nesta segunda-feira (26), Santos confessou que não contou a verdade aos seus eleitores. “Nunca me formei em nenhuma instituição de ensino superior. Estou envergonhado e arrependido”, declarou. O brasileiro-americano também não foi contratado pelos bancos mencionados. “Meus pecados aqui foram ter ‘maquiado’ meu currículo. Sinto muito”, declarou.

Desde que informações não comprovadas e omitidas sobre a vida do recém-eleito parlamentar foram tornadas públicas, uma série de supostas mentiras que ele havia dito vieram à tona.

Durante o ciclo eleitoral de 2022, o filho de uma carioca com um mineiro se lançou como o primeiro candidato assumidamente gay e casado com um homem a concorrer pelo Partido Republicano. Entretanto, registros da corte de New York indicam que o único matrimônio envolvendo o parlamentar foi com uma mulher, Uadla Vieira, de quem se divorciou em 2019. Meses depois, em 2020, ele concorreu pela primeira vez a uma vaga na Câmara, e perdeu.

Sua suposta descendência judia também está sendo questionada.  O site judeu The Forward, contrapôs uma afirmação sobre a biografia de Santos publicada em seu site de campanha – que foi retirado recentemente do ar– de que seus avós “fugiram da perseguição judaica na Ucrânia, se estabeleceram na Bélgica, e novamente fugiram do Holocausto.

De acordo com o The Forward, os avós de Santos nasceram no Brasil antes dos nazistas chegarem ao poder.  “Nunca afirmei ser judeu”, retrucou o deputado. “Sou católico. Como descobri que minha família materna tinha origem judaica, disse que era ‘judeu’”, completou.

Nas redes sociais, um grupo de políticos Democratas pedem a anulação da eleição do Republicano por fraude eleitoral. “Quase todos os aspectos de sua vida parecem ser uma mentira”, tuitou o deputado Joaquin Castro, do Texas, adicionando: ” Já vimos pessoas falsificarem seus currículos, mas ele é uma invenção total.”

“Tenho pedido a ele [George Santos] para ser honesto e renunciar por causa de suas mentiras colossais””Se ele não o fizer, o líder da maioria republicana na Câmara, Kevin McCarthy, deveria abrir uma votação para expulsa-lo”, postou Ted Lieu, deputado da California

George Santos concorreu à vaga de deputado pelo New York’s 3rd Congressional District com o democrata Robert Zimmerman, que também é homossexual assumido. O fato de dois candidatos LGBTQ estarem concorrendo ao mesmo cargo tornou a disputa inédita na história das eleições americanas. 

O Partido Republicano ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Baixe nosso aplicativo