DeSantis sanciona lei apelidada de “Don’t Say Gay”

Lei polêmica proíbe aulas sobre orientação sexual a crianças e é duramente criticada pela comunidade LGBT

0
1063
Governador da Flórida defende que crianças não devem aprender sobre orientação sexual na escola (Foto The Florida Channel)

O governador da Flórida Ron DeSantis assinou, nesta segunda-feira (28), o polêmico projeto de lei apelidado de “Don’t Say Gay”, que proíbe aulas sobre identidade de gênero para crianças. DeSantis enfatizou que os pais têm direito de mandar os filhos para a escola “sem que eles sejam doutrinados”.

De acordo com a lei denominada “Parental Right in Education”, conteúdo sobre orientação sexual ou identidade de gênero não deve ser ensinado entre o jardim de infância até a terceira série.

A lei também proíbe tópicos “não apropriados para a idade” e tem o objetivo de “dar aos pais o direito ensinar seus filhos, visando a saúde mental, emocional, física e o bem-estar das crianças”.

O projeto foi aprovado pelos parlamentares da Flórida e causou diversos protestos, inclusive da Disney.

Apoiadores da lei disseram que essas mudanças são necessárias para que os pais tenham controle sobre o que as crianças aprendem na escola sobre sexo. Já os oponentes disseram que o projeto tem o objetivo de distrair a opinião pública sobre projetos mais urgentes e marginalizar a comunidade LGBT.

“Esse projeto é uma mensagem clara que eles (LGBT) precisam ser escondidos, não devemos falar sobre eles e eles devem ter vergonha do que são”, argumenta senadora Democrata, Tina Polsky.

O modelo escolar, entretanto, não discute educação sexual e orientação sexual em matérias estudadas por crianças até a terceira série.

O autor da lei, Dennis Baxley, disse que mais crianças estão “se dizendo gays” e “experimentando” a identidade sexual.