Disney encerra parceria com Netflix para criar serviço próprio de streaming

Companhia lançará em 2019 seu próprio serviço de TV

0
1589
A decisão da Disney recai exclusivamente aos EUA e é relativa apenas aos filmes cinematográficos”, disse a empresa
A decisão da Disney recai exclusivamente aos EUA e é relativa apenas aos filmes cinematográficos”, disse a empresa

DA REDAÇÃO – A Disney anunciou, na última semana, a criação de seu próprio serviço de streaming nos Estados Unidos, o qual concorrerá com a Netflix a partir de 2019. Além de entrar na briga pelo mercado de vídeo sob demanda, a companhia encerrará sua parceria com a Netflix e vai retirar seus títulos do catálogo da empresa.

Em um comunicado, a Disney informou que a decisão é uma “guinada estratégica” e que, a partir do ano que vem, já começará a produzir conteúdos para seu próprio serviço de streaming. A ideia é que o produto vá ao ar com o quarto filme da franquia “Toy Story”, com a continuação de “Frozen” e com uma nova versão de “Rei Leão”, todos que devem estrear daqui dois anos.

A Disney é dona da Marvel Studios, da Lucasfilm e da Pixar, mas os executivos da companhia garantiram que as séries exclusivas para a Netflix, como “Defensores?”, permanecerão no catálogo mesmo após 2019.

Um porta-voz da Netflix, por sua vez, disse que os acordos com a Disney “fora dos EUA permanecerão exatamente como são” e que a decisão da empresa “não há impacto sobre filmes negociados em acordos separados nos mercados internacionais”.

“A decisão da Disney recai exclusivamente aos EUA e é relativa apenas aos filmes cinematográficos”, disse a empresa. Entre os filmes da Disney na Netflix estão:  “Pocahontas”, “Piratas do Caribe “, “Toy Story 3” e “The Princess and the Frog”.